Malware detetado na loja de apps da Apple…outra vez!

AppsMobilidadeSegurança

A Apple removeu aplicações da sua App Store sob suspeitas de que os programas colocavam em xeque a privacidade dos dados dos utilizadores.

Uma vez mais, as apps da Apple encontram-se sob os focos da ribalta, mas não pelas melhores razões. A marca da maçã disse hoje que removeu, sem especificar o número, algumas aplicações da App Store. A empresa afirmou que as apps em questão comprometiam os dados pessoais dos utilizadores.

Segundo a Reuters, as aplicações excluídas, infetados com rootkits, instalavam programas nos dispositivos que permitiam que os dados pudessem ser acedidos por terceiros.

Uma porta-voz da Apple afirmou que a empresa, em colaboração com os programadores, está a procurar devolver as aplicações à App Store, com as devidas alterações, para assegurar a privacidade dos seus utilizadores.

Uma das apps, revelou a agência noticiosa, trata-se da Been Choice, popular entre os utilizadores por bloquear publicidade nas aplicações.

A porta-voz da Apple afirmou que a empresa está a criar uma página que ajudará os utilizadores a desinstalarem as apps maliciosas.

No mês passado, a Palo Alto Networks e a Qihoo360 Technologies, entre outras empresas de cibersegurança, descobriram que o malware XcodeGhost afetara centenas de apps da Apple. Após uma auditoria à sua loja virtual, a marca da maçã mordida removeu as apps infetadas do seu catálogo.

A BIT contactou a Apple para apurar que aplicações teriam sido removidas, mas, até ao momento, não se obteve qualquer resposta.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor