Mac fica mais parecido com iPhone

EscritórioMac

Desde o OS X Lion que a Apple tem levado algumas funcionalidades do sistema operativo móvel para o ambiente desktop de forma gradual. O Lion trouxe o modo full-screen de estilo iOS e o Launchpad, uma funcionalidade para lançar aplicações que trabalha de forma muito semelhante ao home screen do iOS. Após isto, o Mountain

Desde o OS X Lion que a Apple tem levado algumas funcionalidades do sistema operativo móvel para o ambiente desktop de forma gradual.

OS X AppleO Lion trouxe o modo full-screen de estilo iOS e o Launchpad, uma funcionalidade para lançar aplicações que trabalha de forma muito semelhante ao home screen do iOS. Após isto, o Mountain Lion introduziu as notificações, Game Center, uma integração profunda com o Twitter e uma série de outras funcionalidades que, até então, estavam apenas disponíveis nos smartphones, tablets e iPods da Apple.

Há claramente uma convergência entre os computadores e o software dos dispositivos móveis. A nível de hardware também. Os últimos MacBook Pros tem solid-state storage e retina displays, funcionalidade estreadas no iPhone. Outra semelhança entre os dois dispositivos é que se torna cada vez mais difícil repará-los.

Com as novas máquinas, a Apple fechou tudo. Em 2010, o MacBook Pro de 15 polegadas não tinha comparação. Um ano depois, o novo MacBook Pro de 15 polegadas tinha um ranking de reparação de sete em dez possíveis, sendo o nível dez de ser possível a qualquer pessoa arranjar o computador. O MacBook Pro com retina display de 13 polegadas tem um ranking de dois e o de 15 polegadas apenas de um.

Este passa, assim, a ser o computador menos reparável de sempre. O ecrã é tão irreparável que mesmo um pequeno problema faz com que seja necessária mudar o ecrã inteiro. A RAM está soldada à motherboard, significando que não pode ser removida ou atualizada.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor