Lyft procura investimento para combater Uber

Negócios

A Lyft está a procurar angariar um investimento de 250 milhões de dólares, de acordo com informações do New York Times. Com esta injeção de capital, o serviço de boleias conseguiria atingir um valor de dois mil milhões de dólares e aumentar o seu arsenal de capacidades para combater o Uber.   De acordo com

A Lyft está a procurar angariar um investimento de 250 milhões de dólares, de acordo com informações do New York Times. Com esta injeção de capital, o serviço de boleias conseguiria atingir um valor de dois mil milhões de dólares e aumentar o seu arsenal de capacidades para combater o Uber.

lyft

 

De acordo com o Business Insider, as revelações do New York Times contradizem as informações do New York Post, que referia que a Lyft pretendia deitar a mão a um investimento de 500 milhões de dólares. De acordo com o website, o New York Post baseara a sua notícia em documentos a que tivera acesso, ao passo que o New York Times apoiava-se em depoimentos de fontes próximas ao assunto.

Não obstante, a Lyft parece estar empenhada em muscular as suas capacidades competitivas para esgrimir com o serviço rival Uber. O Business Insider afirma que a Lyft vai aplicar grande parte do investimento – independentemente da quantia – no reforço das suas operações norte-americanas, um claro indicador de que a empresa está de olhos postos na liderança do setor e quer ensombrar o seu conterrâneo Uber, serviço que tem sido forte e constantemente flagelado por sanções em muitos países, sob acusações de operar à margem da legalidade. Uma porção do capital poderá ser canalizado para a campanha de incremento de notoriedade da Lyft noutras cidades dos EUA.

A mais recente injeção de capital de que a Lyft beneficiou foi em abril de 2014, através de uma ronda que lhe valeu um investimento de 250 milhões de dólares.

Apesar de muitos não o verem com bons olhos, o Uber conseguiu, na última vaga de investimentos, adicionar 1,2 mil milhões de dólares às suas poupanças, e opera em mais de 200 cidades por todo o mundo. Por sua vez, a Lyft tem operações em somente 65 cidades norte-americanas.

Alguns investidores e analistas de mercado acreditam, segundo o Times nova-iorquino, que será cada vez mais difícil para a Lyft conseguir atrair investimentos, visto que, embora seja uma rival direta do Uber, tem ainda muito caminho para palmilhar antes de conseguir alcançá-lo.

O Uber tem procurado cair nas boas graças dos governos dos países onde está presente, mas nem sempre foi bem-sucedido. O governo de Seul disse que está a desenvolver um serviço que deverá acabar com as operações do Uber na capital sul-coreana. Em Nova Deli o caso foi diferente. Ao que parece, o serviço norte-americano de boleias retomou as suas operações, mesmo depois deter sido banido pelo governo local.

Resta agora saber se a Lyft resistirá face a um tão forte adversário, que, embora seja infame em muitos países, consegue ainda investimentos generosamente abastados.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor