Lucro anual da Lenovo cresce 1%

Negócios

O grupo Lenovo, um dos maiores fabricantes de computadores, anunciou esta quinta-feira que o seu lucro líquido anual cresceu um por cento para 829 milhões de dólares (cerca de 746 milhões de euros), ligeiramente abaixo da expectativa dos analistas. Em outubro, a empresa chinesa fechou uma negócio no valor de 2,1 mil milhões de dólares

O grupo Lenovo, um dos maiores fabricantes de computadores, anunciou esta quinta-feira que o seu lucro líquido anual cresceu um por cento para 829 milhões de dólares (cerca de 746 milhões de euros), ligeiramente abaixo da expectativa dos analistas.

Lenovo

Em outubro, a empresa chinesa fechou uma negócio no valor de 2,1 mil milhões de dólares para adquirir a unidade de servidores x86 da IBM. Também durante o ano passado, a Lenovo comprou por 2,9 mil milhões de euros a Motorola, sendo que estas aquisições pesaram no lucro do ano que terminou a 31 de março. Os analistas projetavam um lucro líquido de 857 milhões de dólares.

No ano financeiro de 2014/2015, as receitas cresceram 20 por cento, para 46,3 mil milhões de dólares, e com a Lenovo a aumentar a sua quota de mercado num mercado que diminui cada vez mais. Só no quarto trimestre, as receitas aumentaram 21 por cento, para 11,3 mil milhões de dólares.

A Lenovo afirmou que a venda de computadores aumentou em todas as regiões e marcou a Europa como uma área de potencial crescimento. A venda de PC para empresas cresceu três por cento apesar do decréscimo de três por cento no mercado alargado de computadores.

A empresa afirmou que tanto a unidade da IBM como da Motorola estão “no caminho para os seus objetivos”, sem acrescentar mais detalhes. Yang Yuanqing, CEO da Lenovo, diz que as unidades se tornarão lucrativas a meio de 2016.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor