LinkedIn anuncia aquisição de plataforma de educação Lynda

e-MarketingNegóciosRedes Sociais

O site Lynda.com será a próxima aquisição do LinkedIn, num negócio que deverá ascender aos 1,5 mil milhões de dólares. A plataforma de educação disponibiliza cursos online em áreas prementes da atualidade tal como web design ou gestão de empresas. Era um sonho antigo do LinkedIn. Para além de ligar profissionais a possíveis empregadores, a

O site Lynda.com será a próxima aquisição do LinkedIn, num negócio que deverá ascender aos 1,5 mil milhões de dólares. A plataforma de educação disponibiliza cursos online em áreas prementes da atualidade tal como web design ou gestão de empresas.

linkedin-is-the-most-effective-social-network-for-salespeople

Era um sonho antigo do LinkedIn. Para além de ligar profissionais a possíveis empregadores, a rede social sempre ambicionou incorporar uma componente educativa nas suas ferramentas, aumentando o leque de possibilidades. Jeff Weiner, CEO do LinkedIn, confessa, numa publicação, que “por mais de duas décadas, estive interessado em ajudar a reformar o sistema de educação”.

O primeiro passo para concretizar este objetivo passa por adquirir o site Lynda.com, num negócio que deverá estar concluído ainda este ano e que poderá totalizar mais de 1,5 mil milhões de dólares. Esta plataforma de educação funciona como uma escola virtual onde são disponibilizados tutoriais e vídeos sobre temas que vão da utilização do Photoshop, à programação ou web design.

Os interessados pagam uma subscrição para aceder aos conteúdos ministrados por especialistas técnicos com experiência comprovada nos vários setores.

O modo como o Lynda será aproveitado para melhorar o LinkedIn ainda não é claro mas Weiner dá algumas pistas sobre a intenção da rede social. “Entre outras mudanças, acredito que precisamos de uma transição da abordagem do século XX, pesadamente baseada na memorização, para um currículo do século XXI focado na colaboração, argumentação crítica e resolução criativa de problemas”, explicou o CEO.

Uma das soluções poderá passar por disponibilizar aos profissionais, que utilizam o LinkedIn para procurar trabalho, uma funcionalidade que lhes permite obter as competência de que necessitam para se candidatarem a determinado oportunidade. Todos os aspetos da candidatura estariam resolvidos através da mesma plataforma.

De acordo com o comunicado do LinkedInd, os vídeos educativos do Lynda continuarão existir enquanto as negociações prosseguem e, no fim destas, a maioria dos trabalhadores do site juntar-se-ão à rede social para que o talento que já existe possa ser exponenciado.

Por agora, o negócio em cima da mesa consiste na combinação de 52 por cento em pagamento em dinheiro e 48 por cento em ações.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor