LinkedIn adivinha baixos rendimentos para o segundo trimestre

EmpresasNegócios

A maior rede profissional do mundo LinkedIn está a lutar para reanimar o crescimento e divulgou estimativas para as vendas do segundo trimestres que falharam as predições dos analistas e deixaram alguns investidores preocupados. A empresa desvendou ontem que as receitas para o este segundo trimestre deverão ser superiores a 500 milhões de dólares e

A maior rede profissional do mundo LinkedIn está a lutar para reanimar o crescimento e divulgou estimativas para as vendas do segundo trimestres que falharam as predições dos analistas e deixaram alguns investidores preocupados.

Linkedin

A empresa desvendou ontem que as receitas para o este segundo trimestre deverão ser superiores a 500 milhões de dólares e não excederão os 505 milhões de dólares.

Tendo testemunhado um queda de cerca de 25 por cento no seu valor depois das mais recentes revelações, o LinkedIn está a enfrentar o sexto trimestre consecutivo de desaceleração do crescimento.

A empresa, para fomentar as vendas, tem focado as suas atenções no aprimoramento dos seus serviços, em especial para dispositivos móveis, e tem fortemente investido na expansão da sua base de utilizadores na China.

“O crescimento está a abrandar, mas abranda porque eles são já muito grandes”, avançou Colin Gillis, analista na BGC Partners, acrescentando que apesar de o LinkedIn ter quase sempre excedidos as expectativas, os investidores que queiram apostar na rede profissional têm que estar preparados para enfrentar alguma instabilidade.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor