LG lança webOS 3.0 para Smart TV no CES 2016

MobilidadeSO

A próxima versão do sistema operativo webOS, que começou nos smartphones e agora está nas televisões inteligentes da LG Electronics, vai ser apresentada dentro de duas semanas na feira de eletrónica de consumo CES 2016, em Las Vegas. A fabricante sul-coreana pretende integrá-la na maioria das suas televisões no próximo ano.

A ideia subjacente é facilitar a interação dos utilizadores com uma televisão inteligente, especialmente se nunca tiveram uma. Há várias novidades interessantes, uma das quais a possibilidade de dividir o ecrã e ver dois programas ao mesmo tempo, por exemplo dois canais ou um filme Blu-ray e um canal. Outra função que será útil no futuro é a app para o controlo de outros eletrodomésticos inteligentes pela casa, desde que sejam compatíveis com a aplicação IoTV da LG.

No entanto, as novas funcionalidades em destaque são as que a LG chama de “mágicas”: zoom, ligação móvel e um novo comando. O Zoom vai dar a opção de aumentar o tamanho das letras e objetos sem perder qualidade de imagem. A ligação móvel permite conectar o smartphone à televisão através da aplicação LG TV Plus App, passando para o grande ecrã o que está no pequeno. E esta nova versão do comando é desenhada para facilitar o controlo das set-top-boxes, além de manter as capacidades de comando universal.

Será também introduzido o Channel Plus, uma lista unificada de canais que mistura conteúdos OTT com as emissões regulares de canais televisivos. Fruto da parceria com a Xumo, dará acesso a conteúdos digitais gratuitos de redes e publicações como Bloomberg Politics, TIME, Condé Nast Entertainment e o Wall Street Journal, além de BuzzFeed, PopSugar e Mode Media (que apelam a espectadores mais novos).

“O novo webOS 3.0 é um update de grande dimensão desde que esta tecnologia de plataforma avançada para televisão foi introduzida em 2014”, refere o CEO da LG Home Entertainment, Brian Kwon, em comunicado. O executivo diz que o conceito do sistema operativo – conexão simples, mudança simples e descoberta simples ilustra o compromisso da empresa em “assegurar um papel de liderança no mercado das televisões inteligentes com inovação e criatividade.”

Por enquanto, a liderança ainda é apenas um objetivo. No ano passado, a Samsung dominou o mercado mundial com 28,2% de quota, seguida da LG com 15,2%, de acordo com a consultora DisplaySearch. No mercado doméstico de ambas, Coreia do Sul, as vendas de televisões inteligentes vão ultrapassar as TV tradicionais em 2016.

O CES arranca em Las Vegas a 6 de janeiro e promete ser a maior edição de sempre.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor