LG V10, melhor é quase impossível

MobilidadeSmartphones

Sem margem para dúvidas que o V10 é, até ao momento, o melhor smartphone que a LG produziu e permite à marca sul-coreana competir no mercado premium de equipamentos de luxo.  

O recente membro da família LG está equipado com duas câmeras frontais, sensor de impressões digitais, dois displays e um dispositivo áudio de fazer inveja a muitos sistemas de som e amplificadores portáteis.

O V10 possui um design atrativo com moldura em aço inoxidável para ser mais resistente aos riscos e uma capa com Dura Skin que dá melhor tração quando o seguramos e deixa antever uma boa durabilidade do equipamento. Bastante mais leve para o seria de esperar dado o seu tamanho com ecrã 5.7”, este phablet é difícil de transportar no bolso o que pode ser uma desvantagem para alguns utilizadores.  Para mim, confesso que esta nunca foi uma dificuldade.

A qualidade do display QHD IPS Quantum é excelente seja qual o for o ângulo em que posicionarmos o ecrã sendo esta uma característica a que a LG nos tem habituado. A utilização de dois ecrãs não me pareceu amplamente útil apesar da ideia de receber as notificações sem ter de ligar o ecrã principal seja muito interessante.

Tal como o G4, o V10 tem uma câmara de grande qualidade, o que não é de estranhar visto que o aspeto multimédia é um dos conceitos chave do produto. As várias opções disponíveis, a possibilidade de fotografar ou filmar com controlo manual e o estabilizador são caraterísticas que valorizam a utilização.  Por outro lado, fazer vídeos, controlando o som e a imagem, fazer edição e conseguir postar de imediato o resultado é, num mundo cada vez mais digital, de facto uma grande mais valia. As duas câmaras frontais são fantásticas para selfies e groufies mas estes tipos de fotografia não foi o que mais utilizei pois preferi explorar todas as outras potencialidades da câmara que nunca me desapontou. A verdade é que consegui tirar fotografias sensacionais mesmo sem ter grande habilidade nessa arte.

A nível de som, o LG V10 destaca-se largamente de todos os outros smartphones que já testei graças ao dispositivo áudio de 32 Bit Hi-Fi Dac que possui incorporado. Quando o liguei a uma mesa de mistura consegui reproduzir música com qualidade ao contrário da grande maioria dos equipamentos que começam a distorcer o som assim que o volume aumenta.  Os auriculares da AKG são também uma peça importante que ajuda a que este seja o telemóvel com melhor qualidade de som do mercado.

No que diz respeito a performance, em grande parte devido aos seus 4GB de RAM, só posso dar “nota máxima”. A utilização de várias aplicações, funcionalidades ou abertura de documentos é rápida e sem nunca existirem paragens ou bloqueios.

O único senão do LG V10 é mesmo a duração da bateria que limita um pouco a experiência de utilização. Claro que se diminuirmos o brilho do ecrã, como usualmente faço no meu smartphone, a duração da bateria aumenta significativamente. A questão está mesmo relacionada com o uso da câmara, quer em modo fotográfico quer em vídeo, que regista consumos de bateria bastante elevados. No entanto, não é por este facto que o LG V10 deixa de ser um excelente smartphone, especialmente para quem quer fazer uso de todas as potencialidades multimédia mas também para trabalhar, já que o acesso a documentos, emails e mesmo apresentações é feito sem qualquer dificuldade ou constrangimento.

Num mundo em que cada vez mais estamos dependentes do nosso telemóvel, o V10 é sem dúvida um equipamento a considerar se pretender performance, velocidade e excelentes soluções multimédia.