LG Eletronics na vanguarda das TV do futuro em Portugal

Negócios

A LG Electronics cresceu 6,6 por cento no mercado português de televisores, no primeiro trimestre de 2015, apesar de este ter decrescido nove pontos percentuais durante o mesmo período. A fabricante de eletrónica de consumo conseguiu arrebatar uma maior quota de mercado e conquistar a liderança do setor nacional. No trimestre terminado no passado dia

A LG Electronics cresceu 6,6 por cento no mercado português de televisores, no primeiro trimestre de 2015, apesar de este ter decrescido nove pontos percentuais durante o mesmo período. A fabricante de eletrónica de consumo conseguiu arrebatar uma maior quota de mercado e conquistar a liderança do setor nacional.

An employee works at a store of LG Electronics in Seoul

No trimestre terminado no passado dia 31 de março, a sul-coreana LG Electronics registou uma quota de 36,3 por cento do mercado português de televisores, subindo dos 29,7 por cento registados no ano passado. Não obstante a quebra de cerca de 5,6 milhões de euros que flagelou o mercado, a fabricante de dispositivos eletrónicos conseguiu crescer 6,6 por cento, reflexo de uma “estratégia sustentada da marca em Portugal bem como da sua forte aposta na inovação e conveniência dos produtos de entretenimento doméstico”, esclarece a empresa em nota de imprensa.

O foco da LG Electronics tem vindo a intensificar-se sobre soluções que visam o bem-estar do consumidor. Esta aposta traduz-se nos equipamentos da sua gama de TV OLED e Ultra HD, bem como na otimização do seu sistema operativo WebOS 2.0 para televisões inteligentes, ou smart TV.

A nível dos televisores UHD, a LG Electronics, em Portugal, conseguiu deitar a mão a um quinhão de 49,9 por cento do setor, o que evidencia um aumento de 23,5 por cento face ao período homólogo de 2014. Este ramo cresceu 629 por cento, comparativamente aos primeiros três meses do ano passado.

O segmento português de TV OLED fortaleceu-se indubitavelmente, registando um aumento superior a mil por cento, sendo que durante o mês de março foram vendidos cem deste aparelhos. “A aposta da LG nesta categoria permitiu à LG estar na linha da frente, sendo o único fabricante a operar no segmento desta tecnologia inovadora”, afirma a empresa, justificando a sua posição no comando deste setor.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor