Lucros da LG Display continuam a subir

Negócios

Os lucros da LG Display dispararam no primeiro trimestre de 2015, atingindo os valores mais altos dos últimos quatro anos. Este aumento foi alimentado por fortes vendas da Apple, para quem produz ecrãs, e pelo reforço do mercado das televisões. Apesar de a LG Display ter anteriormente dito que calculava que nos primeiros três meses de

Os lucros da LG Display dispararam no primeiro trimestre de 2015, atingindo os valores mais altos dos últimos quatro anos. Este aumento foi alimentado por fortes vendas da Apple, para quem produz ecrãs, e pelo reforço do mercado das televisões.

lgflexibledisplay

Apesar de a LG Display ter anteriormente dito que calculava que nos primeiros três meses de 2015 os lucros diminuíssem, os analistas acreditavam que, tendo a Apple como um dos maiores clientes, a fabricante conseguiria registar lucros mais elevados do que os esperados. Adicionalmente, a desvalorização do won sul-coreano contra a moeda norte-americana atuaria como combustível deste crescimento, potenciando as capacidades competitivas da subsidiária da LG fora das fronteiras do seu mercado doméstico.

Os lucros operacionais da empresa alcançaram os 689,73 milhões de dólares, sendo que um levantamento feito pela Reuters indicava que os analistas, em média, previam lucros de aproximadamente 452 milhões. No último trimestre de 2014, esta variável ficou-se pelos 580 milhões de dólares, e no primeiro trimestre do mesmo ano não foi para além dos 91 milhões de dólares.

Uma sólida procura no mercado dos ecrãs para televisões também alimentou a subida dos lucros da fabricante sul-coreana, a par de uma bem-sucedida estratégia de mitigação de despesas.

Para além de ter beneficiado das fortes vendas dos mundialmente populares iPhone, a LG Display, diz a agência noticiosa, é a fabricante exclusiva de ecrãs para o Apple Watch. Já no próximo trimestre os frutos desta parceria deverão ser evidentes.

Mas nem tudo são mares de rosas. Os preços dos ecrãs para TV, portáteis e monitores de desktops têm vindo a cair, e a situação económica da Europa do Ocidente aliada ao declínio das moedas de mercados emergentes, como o brasileiro e o russo, poderão ter consequências devastadoras ao nível das finanças das fabricantes de televisões. E se os cofres destes produtores emagrecem, também as carteiras dos fornecedores de componentes ficarão substancialmente mais leves.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor