LG abandona negócio das TV plasma

Negócios

A sul-coreana LG revelou que até ao fim do próximo de mês de novembro vai arremessar para os anais da História a sua unidade de televisores plasma, reflexo do íngreme e inexorável declínio deste setor. A decisão de abandonar o segmento de TVs plasma é a tradução da decrepitude do mercado, que, em 2013, apenas

A sul-coreana LG revelou que até ao fim do próximo de mês de novembro vai arremessar para os anais da História a sua unidade de televisores plasma, reflexo do íngreme e inexorável declínio deste setor.

lg

A decisão de abandonar o segmento de TVs plasma é a tradução da decrepitude do mercado, que, em 2013, apenas representou 2,4 por cento das receitas da LG. Esta saída não é nenhuma surpresa, visto que os televisores LCD têm vindo a usurpar a liderança das TVs plasma nos mercados globais.

Ken Hong, porta-voz da LG, disse à agência Reuters que a empresa fez os possíveis para potenciar o setor das TVs plasma, mas que todos os esforços foram em vão, visto que este negócio já não é rentável o suficiente para assegurar a sua sobrevivência.

Analistas advogam que os televisores plasma são incapazes de acompanhar os avanços tecnológicos em matéria de resolução de imagem, e consomem uma maior quantidade de energia do que os LCD.

Em 2013, a Panasonic avançara que estava de saída do mercado das TVs plasma, e depois de a LG Electronics abandonar o negócio, apenas a Samsung subsistirá como grande ator nesta esfera de aparelhos obsoletos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor