Lenovo sofre quebra nas vendas de smarphones

Negócios

A Lenovo revelou receitas trimestrais que falharam as estimativas avançadas pelos analistas, reflexo de um declínio das vendas de smartphones. Estes resultados flagelaram a perspetiva otimista dos investidores face à capacidade de a maior fabricante de PCs do mundo estar agora a redirecionar os seus esforços para a esfera dos dispositivos móveis. Os resultados dececionantes

A Lenovo revelou receitas trimestrais que falharam as estimativas avançadas pelos analistas, reflexo de um declínio das vendas de smartphones. Estes resultados flagelaram a perspetiva otimista dos investidores face à capacidade de a maior fabricante de PCs do mundo estar agora a redirecionar os seus esforços para a esfera dos dispositivos móveis.

Lenovo

Os resultados dececionantes da Lenovo surgem numa altura em que a competitividade no mercado chinês dos smartphones atinge níveis insólitos. Paralelamente, a empresa tem procurado potenciar o seu posicionamento no setor dos computadores pessoais.

Segundo um estudo da consultora IDC, a Lenovo conseguiu já deitar a mão a uma quota 20 por cento do mercado dos PCs, eclipsando a HP e a Dell.

As vendas de computadores portáteis e de desktops aumentaram, no terceiro trimestre deste ano, 0,9 e 6,4 por cento, o que levou as receitas da empresa até aos 10,5 mil milhões de dólares, uma subida de sete por cento. Contudo, os analistas haviam estimado receitas no valor de 11,35 mil milhões de dólares.

Por outro lado, as vendas de dispositivos móveis da Lenovo sofreram uma queda de seis por cento – para 1,4 mil milhões de dólares – uma pedra no sapato do diretor executivo Yang Yuanqing, que tem demonstrado significativa determinação em catapultar a empresa para o pódio do mercado global de smartphones.

Depois da comunicação dos resultados, a Lenovo viu as suas ações caírem 5,1 por cento.

Um analista da Nomura afirmou que um dos fatores que motorizou a queda da Lenovo no mercado nacional prendeu-se com a redução dos subsídios relativos aos aparelhos pelas operadoras móveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor