Kaspersky Lab reforça a privacidade dos dados dos utilizadores com nova solução

CyberwarSegurançaSoftwareVírus

A Kaspersky Lab apresentou hoje, em Madrid, a nova versão da sua solução de cibersegurança Kaspersky Internet Security Multi-Device 2016. Esta tecnologia, multi-dispositivo e multi-plataforma, foi especialmente desenvolvida para proteger os utilizadores e as suas informações pessoais das campanhas de espionagem de criminosos cibernéticos e das próprias agências de inteligência governamentais.

*em Madrid

O diretor-geral da Kaspersky Lab Iberia, Alfonso Ramirez, contou-nos, em conversa, que esta é uma solução desenhada para o segmento do consumo e que permite ao utilizador final gerir, de forma mais simples e centralizada, toda a segurança de todos os seus dispositivos através de uma só tecnologia. A Kaspersky Internet Security Multi-Device 2016, ou KIS MD 2016, é compatível com computadores e tablets Windows XP, Vista, 7, 8, 8.1 e 10, com Windows Phone, com computadores Mac da Apple (sistema operativo OS X), com iPhones e iPads, e com dispositivos móveis Android. Este amplo espectro de ação confere à solução uma capacidade de proteção multi-dispositivo e multi-plataforma.

Ramirez disse que o mercado ibérico (Portugal e Espanha) é maduro e que as empresas portuguesas estão a investir em cibersegurança, o que demonstra que cada vez mais estão cientes das ameaças digitais e da importância de proteger as suas redes e, consequentemente, os seus negócios contra ataques.

Durante a sessão de apresentação, o principal analista de segurança da Kaspersky Lab, Vincente Díaz, sublinhou que, nos dias que correm, não são apenas os hackers que procuram deitar a mão às informações pessoais dos utilizadores da Internet. Também as agências sob a tutela de governos, como a norte-americana NSA ou a britânica GCHQ, tentam obter dados dos navegadores da web. Por isso, e muito graças ao crescendo da conectividade, é cada vez mais premente a adoção de soluções robustas de ciberproteção, tanto ao nível do consumo como ao nível corporativo.

“ O vetor de ataque é hoje infinitamente maior do que era há 10 anos”, referiu Díaz, aludindo à quantidade, continuamente em crescimento, de dispositivos conectados.

Para que a proteção dos dados pessoais seja fortalecida, a KIS MD 2016 integra várias funcionalidades que são cruciais para esse objetivo.

A solução permite ao utilizador monitorizar a atividade das crianças na Internet, restringindo o acesso a determinados websites e funcionalidades, evitando, assim, que sejam perdidos dados. Esta funcionalidade está somente disponível para PC e Mac. Por outro lado, a ferramenta Pagamento Seguro verifica a legitimidade de certa loja ou serviço de pagamento online, procurando mitigar os casos de ataques por phishing. O diretor técnico da Kaspersky Lab, Pedro García-Villacañas, mostrou que 45 por cento dos ciberataques tinham como propósito roubar dinheiro.

O estudo Kaspersky Consumer Security Risks Survey 2015, realizado pela empresa russa, revelou que 45 por cento dos utilizadores entrevistados receavam que as suas webcams pudessem ser utilizadas para conduzir operações de espionagem dos donos dos dispositivos.

Esta constatação levou a Kaspersky Lab a incluir a funcionalidade Proteção de Webcam na KIS MD 2016, que evita que sejam capturadas imagens sem que a expressa autorização do utilizador.

Adicionalmente, a função Navegação Privada dá aos consumidores a capacidade de eliminação de todos os dados relativos às suas atividades na Web. Desta forma, esta tecnologia permite ao utilizador apagar as suas “pegadas digitais”, para que agências governamentais, hackers e outros olhos indevidamente curiosos não possam realizar operações de cibervigilância.

García-Villacañas afirmou que o funcionamento da KIS MD 2016, visto acontecer em segundo plano, não afeta o desempenho do sistema.

A Kaspersky Internet Security Multi-Device 2016 já está disponível no mercado português. Quanto a preços, a empresa, no seu website, diz o seguinte:

– para a proteção de apenas um dispositivo, o preço fica nos 39,95 euros (1 ano) ou 59,95 euros (2 anos);

– para a proteção de 3 dispositivos, custa 69,95 euros (1 ano) ou 124,95 euros (2 anos);

– para a proteção de 5 dispositivos, custa 89,95 euros (1 ano) ou 159,95 euros (2 anos);

– para a proteção de 10 dispositivos, custa 129,95 euros (1 ano) ou 229,95 euros (2 anos).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor