Kaspersky Lab lança desencriptador para última versão do CryptXXX

Segurança
1 11 Sem Comentários

A Kaspersky Lab lançou um novo desencriptador para os arquivos bloqueados com a última versão do malware CryptXXX. Este ransomware é responsável por milhares de infeções em todo o mundo e, até agora, tinha sido impossível desencriptar por completo os arquivos afetados.

A ferramenta gratuita do RannohDecryptor da Kaspersky Lab consegue desencriptar a maioria dos arquivos com extensões .crypt, cryp1 e .crypz. A solução pode ser descarregada no site da Kaspersky Lab e em Nomoreransom.org.

No More Ransom é a iniciativa sem fins lucrativos lançada este ano pela Unidade Nacional de Crimes de Alta Tecnologia da polícia dos Países Baixos, pelo Centro Europeu de Crimes Cibernéticos da Europol, pela Kaspersky Lab e pela Intel Security com o objetivo de ajudar as vítimas de ransomware a recuperar os seus dados encriptados sem terem de pagar aos hackers.

“O nosso conselho para as vítimas das diferentes famílias de ransomware é o seguinte: mesmo que atualmente não exista uma ferramenta de desencriptação disponível para a versão de malware que encriptou os seus arquivos, por favor não lhes pague o resgate. Guarde os arquivos danificados e tenha paciência – a probabilidade de que surja uma ferramenta de desencriptação num futuro próximo é alta. Consideramos o caso do CryptXXX v.3 uma prova deste conselho. Muitos especialistas da área da segurança em todo o mundo estão a trabalhar ativamente no sentido de ajudar as vítimas de ransomware,” afirma Anton Ivanov, Especialista em Segurança, na Kaspersky Lab.

Desde abril de 2016, os produtos da Kaspersky Lab registaram ataques de CryptXXX contra, pelo menos, 80.000 utilizadores em todo o mundo, sendo mais de metade destes foram nos Estados Unidos, Rússia, Alemanha, Japão, Índia e Canadá. No entanto, este número é apenas a parte detetada por esta empresa de cibersegurança sendo que número total de utilizadores atacados é muito maior e não é conhecido.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor