Kaspersky aposta na segurança das redes bancárias

Segurança

A empresa de cibersegurança criou uma nova geração de Sistemas de Segurança Integrados para ajudar as empresas a protegerem as suas caixas multibanco, sistemas de pontos de venda e máquinas de pontos de serviço, ao mesmo tempo que cumprem com os crescentes requisitos legais.

Os ciberataques a redes bancárias são cada vez mais comuns e sofisticados com recurso a técnicas de grupos APT, que combinam reconhecimento, engenharia social e malware especializado, roubar fundos e informações às instituições financeiras.

Como resposta ao aumento destas ciberameaças, organizações mundiais como a SWIFT introduziram novos regulamentos obrigatórios para se protegerem destes ataques. Estas estabelecem padrões de segurança e diretrizes para o setor financeiro, incluindo a necessidade de proteção contra o malware, análises de vulnerabilidade e consciencialização de segurança.

Desta forma e com vista a ajudar estas organizações, a Kaspersky anunciou novas soluções de Sistemas de Segurança Integrados que tornam a infraestrutura mais transparente, sendo mais fácil verificar e investigar as falhas de segurança.

Segundo a empresa, a nova ferramenta inclui uma funcionalidade de Monitorização da Integridade dos Ficheiros, que permite aos especialistas de segurança acompanhar ações realizadas com pastas ou ficheiros específicos, assim como Avaliações de Registos para analisar atividades dentro de um sistema protegido, identificando falhas de segurança e guardando relatórios para análises futuras.

A solução tem, ainda, integração de SIEM, permitindo exportar os relatórios para o Centro de Segurança de Operações, além de controlo de acesso USB/CD/DVD, gestão centralizada da firewall e uma proteção predefinida (Default Deny mode) que bloqueia tentativas não autorizadas de execução de códigos ou operações em terminais de multibanco e POS. O Sistema de Segurança Integrado da Kaspersky propporciona também uma proteção anti-malware em tempo real, verificações on-demand e proteção de memória.

“As organizações, especialmente na indústria financeira, estarão sob crescente pressão reguladora no próximo ano, tendo em conta o aumento de incidentes em sistemas criticamente integrados, como os terminais ATMs e POS. Neste momento, elas precisam de incorporar várias ferramentas de proteção que cumpram os requisitos. Nesse sentido, estamos a oferecer uma solução única com todas as funcionalidades, incluindo Monitorização da Integridade dos Ficheiros e Avaliação de Registos para responder às várias preocupações dos nossos clientes sobre proteção e integridade,” refere  Alfonso Ramírez, Diretor Geral da Kaspersky Lab Iberia.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor