Jogos virtuais mantem cérebro de idosos mais ativo

Negócios

Um estudo da universidade da Califórnia revela que cérebro humano é mais versátil do que se pensa e mostram que um videojogo mantem o cérebro dos idoso ativo. É certo que a capacidade cognitiva vai diminuindo à medida que envelhecemos. Um estudo publicado na revista Nature, feito pela Universidade da Califórnia nos EUA revela que

Um estudo da universidade da Califórnia revela que cérebro humano é mais versátil do que se pensa e mostram que um videojogo mantem o cérebro dos idoso ativo.

invitez-vos-grands-parents-a-jouer-avec-vous-1É certo que a capacidade cognitiva vai diminuindo à medida que envelhecemos.

Um estudo publicado na revista Nature, feito pela Universidade da Califórnia nos EUA revela que a perca da capacidade cerebral pode ser controlada facilmente.

Idosos entre os 60 e 85 anos de idade foram recrutados voluntariamente para serem treinados a jogar durante um mês.

O jogo virtual chama-se “ NeuroRacer” e exige que os jogadores controlem um carro de corrida à medida que vão surgindo sinais de transito pela estrada, que devem ser respeitados através de um clique.

Após o mês de experiência, os idosos jogavam ao mesmo nível de jovens de 20 anos a jogarem pela primeira vez.

Durante os testes, os idosos usavam capacetes com censores que mediam a atividade cerebral, o que mostrou o desempenho de várias tarefas ao mesmo tempo.

Segundo Adam Gazzaley, professor de neurologia da Universidade, “ a descoberta é um ótimo exemplo de plasticidade dos cérebros mais velhos”.

À medida que os idosos desenvolviam capacidades no jogo, tornavam-se melhores a executar tarefas e a força cerebral tornava-se mais forte, evidenciado versatilidade dos campos cerebrais.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor