Isabel dos Santos retira OPA à PT SGPS

NegóciosOperadoresRedes

Em comunicado à CMVM, a Terra Peregrin anunciou que vai retirar a oferta feita à PT SGPS. Esta decisão veio confirmar aquilo que já se suspeitava, após o anúncio feito pela Comissão, de que a empresária teria de aumentar o preço a oferecer por cada ação. No comunicado, a Terra Peregrin referiu que “quando apresentou

Em comunicado à CMVM, a Terra Peregrin anunciou que vai retirar a oferta feita à PT SGPS.

Isabel dos Santos Oi PT

Esta decisão veio confirmar aquilo que já se suspeitava, após o anúncio feito pela Comissão, de que a empresária teria de aumentar o preço a oferecer por cada ação.

No comunicado, a Terra Peregrin referiu que “quando apresentou o seu pedido de derrogação do dever de lançamento de oferta pública subsequente, o fez convicta de que o mesmo seria aceite, atendendo aos argumentos e fundamentos apresentados pela Oferente, todos eles, no seu entendimento, com cabimento legal.”

Para além disso, a empresa afirma ainda que foram divulgados factos, até então desconhecidos, “que tiveram um impacto acentuado na evolução bolsista” das ações da PT SGPS.

Esta decisão acontece na sequência do pedido da CMVM, que exigiu a aplicação do critério médio ponderado, para calcular o valor de cada um dos títulos. Na OPA, a Terra Peregrin oferecia 1,35 euros por cada ação. Aplicando o critério, a empresa de Isabel dos Santos teria de aumentar a contrapartida oferecida.

No entanto, as ações da PT têm vindo a cair na bolsa, chegando mesmo a negociar a menos de um euro, valor bastante abaixo da contrapartida da Terra Peregrin. Após o anúncio da CMVM, a empresária angolana já tinha dito, através do seu braço direito na Terra Peregrin, que não estaria disposta a aumentar o preço da OPA. Após seis dias, chegou a confirmação final.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor