iPhone pode ter causado a morte de uma pessoa

EscritórioMac

Um homem tailandês de 28 anos terá sido alegadamente eletrocutado por um iPhone 4S. A Apple volta assim a estar envolvida na morte de uma pessoa. Já em julho deste ano, a multinacional viu-se envolvida num caso como este quando uma mulher chinesa morreu eletrocutada depois de ter tocado num iPhone ligado ao carregador. Cinco

Um homem tailandês de 28 anos terá sido alegadamente eletrocutado por um iPhone 4S. A Apple volta assim a estar envolvida na morte de uma pessoa.

4S-5047Já em julho deste ano, a multinacional viu-se envolvida num caso como este quando uma mulher chinesa morreu eletrocutada depois de ter tocado num iPhone ligado ao carregador.

Cinco meses depois do acidente com a jovem de origem chinesa, surge agora um novo caso de uma morte causada por um iPhone. O homem tailandês foi encontrado no chão, já sem sinais de vida e com o smartphone queimado numa das mãos.

A origem do problema volta a estar novamente no carregador, pois o dispositivo do homem era falsificado. O carregador era bastante diferente dos acessórios disponibilizados pela Apple.

O carregador da jovem Ma Ailun também não era fabricado pela multinacional norte-americana. Além destes dois casos, tem-se conhecimento de outro jovem, também chinês, que entrou em coma depois de ter sido eletrocutado.

Devido aos últimos acontecimentos, a Apple criou uma campanha de troca de carregadores, permitindo aos seus clientes trocarem os acessórios falsificados pelos originais, por uma quantia simbólica.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor