Investimentos na rede levam a melhores resultados financeiros

NegóciosOperadoresRedes

Um novo estudo conduzido pela Ericsson revela que o aumento do nível de investimentos na qualidade e desempenho da rede cria vantagens competitivas sustentáveis e melhores resultados financeiros para os operadores. O estudo, realizado por Raul Katz, President of Telecom Advisory Services, and Director of Business Strategy Research da Columbia Business School, analisou a relação

Um novo estudo conduzido pela Ericsson revela que o aumento do nível de investimentos na qualidade e desempenho da rede cria vantagens competitivas sustentáveis e melhores resultados financeiros para os operadores.

Ericsson_Networked Society

O estudo, realizado por Raul Katz, President of Telecom Advisory Services, and Director of Business Strategy Research da Columbia Business School, analisou a relação entre os investimentos em redes de telecomunicações móveis e o desempenho técnico, comercial e financeiro dos operadores.

O investigador realizou uma análise estatística, através de um conjunto de métricas, baseada em dados trimestrais para um período de três anos de três mercados diferentes – Brasil, México e Estados Unidos. Foi desenvolvido um modelo de simulação para calcular os efeitos do aumento de investimento nos cash flows dos operadores móveis, permitindo-lhes avaliar os ganhos comerciais e financeiros atribuídos a esse aumento de investimentos.

Assim, o estudo concluiu que um aumento de 10% de investimento para uma operadora brasileira resultou no aumento de quota de mercado, uma melhoria significativa de ARPU (Receita Média por Utilizador) e churn reduzido. Face ao melhor desempenho comercial, a operadora deverá registar um aumento de 5,5% em receitas de serviços, uma melhoria de 6,4% na margem EBITDA e um aumento de 6,7% no cash flow proveniente das operações.

A análise do México e dos Estados Unidos mostra as mesmas correlações fortes entre investimentos, desempenho e finanças, assim como o verificado no Brasil. No entanto, Raul Katz encontrou também diferenças na forma como a causalidade funciona sob diferentes condições de mercado.

“As pesquisas anteriores do ConsumerLab constataram que o desempenho da rede é o principal fator para a fidelização do utilizador. A combinação destes resultados demonstra claramente a ligação entre investimentos e um melhor desempenho da rede, o que leva à fidelidade do utilizador e que se traduz numa maior competitividade e rentabilidade”, refere Johan Haeger, Head of Tactical Marketing da Business Unit Networks na Ericsson.

A título de exemplo, uma redução de 1% na perda de clientes para uma operadora brasileira levou a um aumento de 6,86% das receitas de serviços nos dois trimestres seguintes. A melhoria dos resultados financeiros deriva não só da redução de custos, mas também do aumento das receitas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor