inTourism Connector quer transformar o cross-selling no turismo

EmpresasInovaçãoNegócios

A plataforma tecnológica, desenvolvida na região da Madeira pela GesTools ASP, uma spin-off da Expedita, vem dar respostas aos desafios das empresas que operam na área de experiências turísticas. A solução é uma infraestrutura aplicacional destinada a fornecedores de atividades turísticas, entidades oficiais regionais, agências de viagens, unidades hoteleiras, entre outros, que  ajuda a organizar as ofertas complementares de cross-selling entre empresas.

Vários estudos recentes comprovam que os turistas estão cada vez mais dispostos a gastar dinheiro nas experiências mas que existe um problema de acesso e falta de informação sobre essas actividades. A questão é que essas ofertas são fornecidas por micro e pequenas empresas que não têm ferramentas de gestão e é aqui que a inTourism quer ajudar com a sua solução.

Usualmente as pessoas perguntam por atividades nos hotéis ou usam grande plataformas existentes mas estas têm uma grande condicionante. Segundo Jorge Dias Fernandes, CEO da Expedita, as soluções globais existentes “são agnósticas no que diz respeito ao destino, ou seja para eles vender experiências em Portugal ou na China é indiferente.” O executivo considera que isto leva a que não exista uma estratégia regional e a que não estejam representadas todas as opções realmente existentes.

“A ideia base é criar uma infraestrutura de base tecnológica por destino turístico que seja uma ferramenta útil para todas as empresas, em que estas têm, por um lado um apoio à sua gestão e organização interna e por outro um apoio à gestão das suas próprias reservas, e no momento em que tudo está consolidado podem distribuir para todos os seus parceiros”, referiu o responsável.

A solução permite, assim, alterar a forma como os serviços de atividades turísticas são comercializados, fornecendo uma plataforma partilhada assente em tecnologias que a empresa sabe que resultam derivado dos seus 20 anos de experiência. São elas, uma central de reservas web baseada em inteligência artificial (IA) para ter flexibilidade na gestão da oferta e permitir o cross-selling e dinamic packs, e a GesTools, uma solução cloud modular que oferece várias ferramentas de apoio à gestão das micro-empresas.

A framework multi-entidade web based agiliza a adoção rápida de um novo modelo de negócio, assente em conceitos de networking e economia colaborativa, permitindo organizar e apoiar todo o processo de promoção-reserva. 

A plataforma torna acessível a todos uma tecnologia que, atualmente, só está disponível através de investimentos elevados. Além disso, a solução tem uma API fácil de utilizar que pode ser integrada em websites ou ser usada em aplicações, o que irá oferecer uma melhor experiência aos turistas e aumentar as vendas das empresas ligadas ao setor.

“Ao trabalharmos com uma entidade regional, estamos a fomentar que a economia do turismo nesse destino trabalhe em conjunto para que haja um crescimento global, o que é benéfico para todos, ao mesmo tempo que ajuda a aumentar a satisfação do cliente”, refere o responsável sobre as vantagens do inTourism Connector.

“Por outro lado, ao termos a informação agregada podemos fornecer estatísticas das actividades, como, por exemplo, que tipo de actividades fazem as pessoas que ficam em hotéis de 4 estrelas.” Ora usualmente só existem dados de dormidas e chegadas aos aeroportos, sendo que esta poderá tornar-se numa ferramenta essencial para quem opera no setor e quer ser competitivo, melhorando as suas ofertas e operações.

Jorge Dias Fernandes explicou à BIT, durante o Web Summit, que tudo começou à cerca de 10 anos quando o Grupo Pestana lançou o desafio de dinamizar o cross-selling de serviços e atividades na região da Madeira.

Sobre a presença no evento, onde o inTourism Connector esteve presente como Alpha, o CEO referiu que a empresa está “a procurar expandir o produto para outras regiões do mundo, replicando o modelo com parceiros” e que “o feedback foi muito acima das expectativas.”

O inTourism Connector é, assim, uma solução chave na mão,  disponibilizada na cloud ou on premises e que poderá estar funcional em 48 horas, sendo que a GesTools ASP está disponível para ajudar na implementação, caso o cliente necessite.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor