Startup desenvolve Internet sem fios com base em luz LED

Mobilidade

O futuro da internet sem fios pode passar pela luz LED, criando uma alternativa ao WiFi e ao 5G. A ideia é da PureLiFi, uma startup que conseguiu angariar 1.5 milhões de libras para desenvolver este projeto. A PureLiFi, saída da Universidade de Edimburgo, na Escócia, encontrou na luz LED uma alternativa às redes de

O futuro da internet sem fios pode passar pela luz LED, criando uma alternativa ao WiFi e ao 5G. A ideia é da PureLiFi, uma startup que conseguiu angariar 1.5 milhões de libras para desenvolver este projeto.

led-big

A PureLiFi, saída da Universidade de Edimburgo, na Escócia, encontrou na luz LED uma alternativa às redes de internet sem fios existentes como o WiFi e o 5G. A tecnologia LiFi utiliza luz LED pulsada que é invisível ao olho humano mas que pode funcionar como meio de transporte de dados de um equipamento para outro.

Segundo os criadores desta nova tecnologia, as vantagens em relação às concorrentes passam por um maior nível de segurança e pela simplicidade de aplicação sendo que seria possível utilizar, por exemplo, candeeiros de rua com lâmpadas LED como pontos extra de acesso.

Para o desenvolvimento desta ideia, a PureLiFi anunciou a obtenção de um financiamento de 1.5 milhões de libras através do London & Scottish Investment Partners e do Scottish Investment Bank, bem como do Old College Capital, a entidade responsável pelos investimentos da Universidade de Edimburgo.

O dinheiro angariado vai ser utilizado para continuar a desenvolver a tecnologia LED e também para marketing de modo a levar este novo conceito ao máximo possível de pessoas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor