Internet móvel à frente da fixa

e-Marketing

No segundo trimestre, em Portugal, o número de subscritores de serviços de Internet móvel era superior ao número de acessos fixos que, ainda assim, foram os que mais cresceram. No final de Junho, o número de acessos fixos de Internet era de 2,46 milhões, um crescimento de 1,5 por cento em relação aos três meses

No segundo trimestre, em Portugal, o número de subscritores de serviços de Internet móvel era superior ao número de acessos fixos que, ainda assim, foram os que mais cresceram.

internetNo final de Junho, o número de acessos fixos de Internet era de 2,46 milhões, um crescimento de 1,5 por cento em relação aos três meses anteriores. O número de acessos móveis ativos era superior a 3,55 milhões, crescendo, no entanto, apenas 0,7 por cento.

A Autoridade Nacional de Comunicações, Anacom, revela que os portugueses navegaram menos na Internet entre Abril e Junho (0,2%). Esta tendência reflete uma descida do tráfego nas tecnologias de banda larga fixa, que representa 96,8 por cento do tráfego total. A descida do tráfego na Internet móvel foi de 4,2 por cento.

O tráfego médio realizado por quem acede à Internet por acesso fixo foi de 38,9 GB. O tráfego móvel situa-se, em média, no 0,9 GB por cliente.

Os dados da Anacom revelam que a fibra continua a ganhar terreno como tecnologia de acesso à Internet, representando 16,6 por cento dos acessos. O ADSL representa 43,9 por cento enquanto o cabo representa 39 por cento das ligações contabilizadas.

A banda larga fixa da PT continua a dominar o mercado com uma quota de 51,6 por cento. Na Internet móvel, a liderança é da TMN que detém 41,9 por cento dos clientes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor