Internet das Coisas garante segurança no túnel Gothard

Inovação
0 5 Sem Comentários

Saint-Gothard é o maior e mais fundo túnel ferroviário do mundo e tem agora implementada tecnologia da Internet das Coisas para assegurar a segurança dos passageiros. A novidade surge pela mão da ALE, especialista em soluções e serviços de comunicações empresariais, que opera com a marca Alcatel-Lucent Enterprise.

São 57 quilómetros de linha que atravessam os Alpes Suíços, nove mil passageiros diários a 250 quilómetros por hora e até 260 vagões de carga agora dotados de uma rede que potencia a supervisão e controlo de inúmeros sensores, equipamentos de segurança, sistemas de gestão e fornecimento de energia em toda a extensão, de forma a garantir a segurança dos passageiros 24 horas por dia, 365 dias por semana. 

Em utilização está o switch Alcatel-Lucent OmniSwitch 6855 desenhado especialmente para condições onde equipamentos de rede standard não conseguem atuar. Beneficia de manutenção reduzida e funciona sem acesso ao ar-condicionado, suportando temperaturas de até 40 graus e humidade de 70%. Estão instaladas mais de 450 unidades para conectar luzes, racks, sistemas energéticos, portas, sistemas de escoamento e ventilação, assim como videovigilância aos Centros de Controlo do Túnel existentes a sul e a norte.

A instalação ficou a cargo do parceiro de negócio Alpic InTec em coordenação direta com a Alcatel-Lucent Enterprise. É controlada por dois sistemas OmniVista Network Management que providenciam uma visibilidade dos dados e analítica avançada requerida para assegurar a disponibilidade de meios e um fluxo fiável de dados a cada momento. Todos os dados recolhidos pelos sensores, monitores e equipamento de vigilância ao longo dos 152 quilómetros de túneis principais, túneis de acesso e passagens, são transmitidos aos centros de controlo. Já os sistemas 16.7Hz e ZKE que controlam a rede energética e a temperatura das linhas, ligam diretamente à Rede Ferroviária Suíça e ao seu centro de controlo em Berna.

“Com temperaturas de até 40 graus dentro do túnel, o interior da montanha é um ambiente agreste com um acesso difícil. Temos que confiar no equipamento preparado para operar nessas condições desafiantes, que necessita também de oferecer um nível baixo de manutenção preventiva e corretiva. A família de produtos da Alcatel-Lucent empregue, responde a estes elevados níveis requeridos para operar no túnel ferroviário mais longo e profundo do mundo”,  referiu Bruno Frommenwiler, Business Unit Manager IT & TelCom Sales da Alpiq InTec,  sobre a importância do equipamento implementada no ambiente do túnel. 

Também Bruno Kolmann, Channel Sales Manager da Alcatel-Lucent Enterprise Switzerland, reforçou o destaque da tecnologia disponibilizada pela empresa. “A tecnologia da Alcatel-Lucent desenvolve um papel crítico neste projeto único a nível mundial. Como um dos poucos switches do mundo capaz de operar nestas condições. O OmniSwitch 6855 é seguro o suficiente para satisfazer as necessidades mais elevadas exigidas, ao mesmo tempo que permite uma integração facilitada com a Rede Ferroviária Suíça e equipamentos de terceiros, que precisam de ser protegidos e guardados em instalações ambientalmente controladas dentro do complexo. É este o aspeto dual da nossa tecnologia especializada, que garante o sucesso das comunicações nos ambientes mais inóspitos”, referiu o executivo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor