Intel deverá investir em fabricas chinesas de mobile chips

Negócios

A Intel está cada vez mais próxima de anunciar um investimento, juntamente com as afiliadas do governo chinês, Spredtrum Communications e RDA Microelectronics, na área dos mobile chips. Com este negócio a empresa espera poder alcançar a Qualcomm, líder neste mercado. Quanto aos valores que a Intel está a pagar por este negócio não são claros. Mas

A Intel está cada vez mais próxima de anunciar um investimento, juntamente com as afiliadas do governo chinês, Spredtrum Communications e RDA Microelectronics, na área dos mobile chips. Com este negócio a empresa espera poder alcançar a Qualcomm, líder neste mercado.

intel

Quanto aos valores que a Intel está a pagar por este negócio não são claros. Mas a aquisição deve ser feita através de Tsinghua UniGroup, uma empresa de capital privado ligada ao governo que é controlada pela Universidade de Tsinghua, em Pequim. Tsinghua UniGroup é dona da Spreadtrum e RDA.

A empresa tem lutado para ganhar espaço no mercado de smartphones e tablet, recentemente procurou parcerias com fabricantes de mobile chips, com a esperança que estes possam ajudá-la a ganhar o domínio de mercado como tem tido com os computadores pessoais.

No que diz respeito tanto à Intel como à Tsinghua UniGroup ainda não foram emitidos quaisquer comentários.

De acordo com o director executivo da Intel Brian Krzanich, a tecnológica tem procurado uma série de ofertas e estratégias para garantir que a sua tecnologia de chip adquira uma maior visibilidade em dispositivos.

“O novo CEO da Intel demonstrou estar disposto a assumir novas parcerias e aproximar novas oportunidades de negócios que se desviem das convenções anteriores”, disse Suji Da Silva, analista da Topeka Capital Markets.

As ações da empresa subiram 32 por cento este ano, em parte devido à estabilização dos computadores pessoais.

Spreadtrum é um dos vários fabricantes de chips que se especializam em “turnkey” plataformas de smartphones, que são de fácil uso para os seus fabricantes.

As ações da Intel caíram 1,47 por cento, a 34,24 dólares no final da tarde, em paralelo com os mercados de ações dos EUA.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor