Intel sem mudanças na receita mas com crescimento em IoT

GestãoNegóciosResultados

Os resultados do primeiro trimestre da Intel não correspondem às expectativas mas, ainda assim, apresentam valores positivos em segmentos em franca expansão. Para o próximo período financeiro, a empresa espera um crescimento reduzido. A receita da Intel tem mantido níveis de estagnação, nos últimos relatórios, e o primeiro trimestre de 2014 não é exceção. A

Os resultados do primeiro trimestre da Intel não correspondem às expectativas mas, ainda assim, apresentam valores positivos em segmentos em franca expansão. Para o próximo período financeiro, a empresa espera um crescimento reduzido.

intel

A receita da Intel tem mantido níveis de estagnação, nos últimos relatórios, e o primeiro trimestre de 2014 não é exceção. A tecnológica reporta 12,8 mil milhões de dólares de receita, valor apenas ligeiramente abaixo do esperado pelos analistas.

Quanto ao lucro operacional, a Intel cresceu quatro por cento, chegando aos 2,6 mil milhões de dólares e, no campo dos resultados líquidos, os valores também são positivos atingindo os dois mil milhões de dólares.

Um dos segmentos em que a empresa obteve maior sucesso foi o de Internet das Coisas que contrastou claramente com as dificuldades que a Intel enfrentou no mercado dos computadores. A aposta em IoT valeu uma receita na casa dos 500 milhões de dólares, mais 11 por cento, relativamente ao ano anterior.

A receita proveniente do Data Center Group também registou uma melhoria, com um crescimento anual de 19 por cento, chegando aos 3,7 mil milhões de dólares.

Brian Krzanich, CEO da Intel, explica que “anualmente, as receitas estão estagnadas, com um crescimento da receita de dois dígitos em data center, IoT”. O executivo acrescenta que “estes resultado reforçam a importância de continuar a executar a estratégia de crescimento”.

Para o segundo trimestre, a Intel antecipa uma receita de 13,2 mil milhões de dólares, gastos de 4,9 mil milhões de dólares em investigação e desenvolvimento e taxa de imposto de 20 por cento.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor