Intel cria fundo para investir em talento feminino e grupos minoritários

Negócios

A Intel Capital, organização responsável pelos investimentos globais da Intel Corporation, anunciou o lançamento do Intel Capital Diversity Fund com o objetivo de investir em startups tecnológicas geridas por mulheres e grupos minoritários. “Permanecemos firmes no compromisso de aumentarmos a diversidade e a inclusão no segmento tecnológico,” referiu em comunicado Brian Krzanich, CEO da Intel.

A Intel Capital, organização responsável pelos investimentos globais da Intel Corporation, anunciou o lançamento do Intel Capital Diversity Fund com o objetivo de investir em startups tecnológicas geridas por mulheres e grupos minoritários.

Lisa M. Lambert, Vice President & Managing Diretor da Intel Capital
Lisa M. Lambert, Vice President & Managing Diretor da Intel Capital

“Permanecemos firmes no compromisso de aumentarmos a diversidade e a inclusão no segmento tecnológico,” referiu em comunicado Brian Krzanich, CEO da Intel. “O objetivo do novo fundo é apoiar uma força de trabalho que reflita a nossa sociedade, e ainda beneficiar a Intel e a indústria mediante o seu sucesso.”

O anúncio surge no seguimento do anúncio feito, no passado mês de janeiro, sobre a iniciativa da Intel Diversity in Technology, especificamente desenhada para encorajar a existência de uma maior diversidade na própria Intel e no mercado tecnológico a nível global. A Intel assumiu como objetivo alcançar uma completa representatividade de mulheres e minorias sub-representadas, na sua força de trabalho nos EUA, em 2020.

“Estamos orgulhosos por assumir esta posição pioneira face a uma participação mais abrangente no empreendedorismo e emprego no mercado tecnológico”, afirmou no mesmo documento Lisa M. Lambert, Vice President & Managing Diretor da Intel Capital, e responsável pelo Intel Capital Diversity Fund. “Através deste novo fundo, a Intel Capital compromete-se a investir no melhor talento proveniente das mais distintas origens para promover inovações fora de série e que irão servir as necessidades de diferentes públicos.”

De acordo com um estudo recente da Babson College, apenas 15% das empresas de capital de risco nos Estados Unidos integram uma mulher na sua equipa executiva. As empresas que possuem uma mulher no cargo de CEO recebem apenas 3% do valor total de capital de risco.1 Além disto, menos de 1% dos fundadores das empresas de Silicon Valley são afro-americanos ou latinos; quase 100% dos fundadores iniciais são caucasianos ou asiáticos, de acordo com estudos da indústria.

O Diversity Fund arranca com um investimento em quatro empresas, que passam a ter acesso aos programas de desenvolvimento de negócios, à rede global, às competências tecnológicas e ao valor da marca Intel Capital.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor