Intel concretiza aquisição da Altera

EmpresasNegócios

A Intel anunciou a conclusão do processo de compra da Altera Corporation, a fabricante de processadores que custou 15,2 mil milhões de euros. Foi a maior aquisição da história da Intel, anunciada em junho e com luz verde da Comissão Europeia em outubro.

Em comunicado, a Intel sublinhou que a compra irá complementar o seu portfólio de produtos e permitir novos tipos de produtos para centros de dados e Internet das Coisas (IoT).

“A Altera agora faz parte da Intel, e junto vamos fazer a próxima geração de semicondutores não apenas melhor mas capaz de fazer mais”, comentou o CEO da gigante de Santa Clara, Brian Kzarnich. “Vamos aplicar a Lei de Moore para fazer crescer o negócio de FPGA [field-programmable gate array] e iremos inventar novos produtos que tornam possíveis experiências fantásticas no futuro, experiências como condução autónoma e máquinas autodidatas.”

A empresa vai passar a operar como uma divisão de negócio da Intel, sob a designação  Programmable Solutions Group (PSG) e com direção de Dan McNamara, um veterano da Altera. Os produtos continuarão a ser desenvolvidos e suportados para assegurar uma transição suave para os clientes. Além disso, o PSG irá trabalhar com o grupo de Centros de Dados e o de IoT da Intel.

McNamara promete a criação de aparelhos “líderes” e capazes de trazer novas experiências aos clientes. “Combinar a tecnologia FPGA e o suporte aos clientes da Altera com as capacidades de produção de semicondutores de classe mundial da Intel permitirá aos clientes criarem a próxima geração de sistemas eletrónicos com desempenho e eficiência energética incomparáveis.”

Em novembro, a Intel lançou uma nova arquitetura de referência para IoT, uma área que está em grande crescimento na empresa. Entre os novos produtos estão os processadores Quark. 

Todos os detalhes da aquisição da Altera estão disponíveis aqui.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor