Intel aposta em tecnologia wearable [com vídeo]

EscritórioInovaçãoNegóciosSoftwareWearable

O ano de 2014 não podia ter começado de melhor forma. Foi entre os dias sete e dez de Janeiro, que decorreu em Las Vegas (EUA), o Consumer Electronics Show. Umas das maiores feiras de electrónica do mundo revelou as novidades das grandes empresas de tecnologia. A Intel foi uma das empresas a marcar presença

O ano de 2014 não podia ter começado de melhor forma. Foi entre os dias sete e dez de Janeiro, que decorreu em Las Vegas (EUA), o Consumer Electronics Show. Umas das maiores feiras de electrónica do mundo revelou as novidades das grandes empresas de tecnologia.

0024

A Intel foi uma das empresas a marcar presença no evento e, o seu CEO – Brian Krzanich – anunciou as várias apostas da fabricante para este ano.

Foi no seguimento deste anúncio que a B!T esteve à conversa com o responsável da Intel em Portugal, Alexandre Santos. Desde dispositivos vestíveis, aos produtos Macfee, não esquecendo o novo PC Intel Edison, o Business Manager explicou em que é que consistem os produtos apresentados no CES deste ano.

Uma das principais preocupações da Intel é a segurança. Tendo em conta que, a tecnologia faz cada vez mais parte das nossas vidas, acabando por influenciar o nosso dia-a-dia, a empresa acha fundamental que a segurança esteja presente em todos os dispositivos.

Assim sendo, a Intel Security, vem marcar uma nova fase na questão da segurança. Esta marca será a “marca umbrella” da empresa e vai ser usada para identificar não só todos os produtos de segurança da Intel, mas também os seus serviços. Quanto aos produtos da McAfee, estes vão acabar por transitar para esta nova marca.

Em relação à tecnologia wearable, a Intel apresentou uma nova família: a Intel Real Sense. O representante explicou que o ponto de partida para a produção destes produtos foi dar-lhes a inteligência necessária para que eles nos entendam.

Alexandre Santos falou ainda da importância das parcerias para o desenvolvimento desta nova era de tecnologias intuitivas. As parcerias vêm acelerar a adoção destas novas tecnologias. Tem de haver muita investigação e tem de ser feita por alguém exterior à empresa que apenas desenvolve a tecnologia, explicou o representante.

No meio de tantas novidades, aquele de quem mais se falou foi do Intel Edison, o novo computador da marca que tem o tamanho de um cartão SD baseado na tecnologia Intel Quark, com capacidades de ligação via Wireless e que está disponível para os diferentes sistemas operativos.

Antes do final da entrevista, Alexandre Santos falou sobre o desafio “Make it Wearable”. Este desafio é o chamado “call to inovation” (chamada à inovação), em que a Intel vai disponibilizar 1,3 milhões de dólares a quem quiser desenvolver aplicações para o mundo wearable.

Estas são apenas algumas das apostas da Intel para este ano, como parte da estratégia da empresa, para se manter líder de mercado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor