Intel anuncia compra da israelita Mobileye por 15,3 mil milhões

EmpresasInovaçãoNegócios
0 0 Sem Comentários

A Intel Corp anunciou a aquisição da especialista em tecnologia para carros autónomos Mobileye, por um valor de 15,3 mil milhões de dólares. A compra demonstra a forte aposta da gigante norte-americana na área dos veículos sem condutor.

A compra deve impulsionar a maior fabricante de chips mundial a tornar-se um dos maiores fornecedores de tecnologia para veículos autónomos para a indústria automóvel. A Intel já tem demonstrado através de outras aquisições, como a McAfee na área de cibersegurança, que quer expandir a sua ação além do seu core, o negócio de semicondutores, e este é um grande passo nesse sentido.

De acordo com as informações divulgadas, a Intel vai pagar 63,54 dólares por ação, o que representa um acréscimo de 33% em relação ao valor de fecho das ações em bolsa da empresa israelita na sexta-feira (47 dólares).

Mobileye foi fundada em 1999, emprega 600 trabalhadores e possui 70% do mercado de sistemas de assistência à condução e anticolisão. O portfólio da companhia inclui câmaras, sensores, mapeamento de estradas, machine learning, software de cloud, entre outros.

Este anúncio surge alguns meses depois da fabricante de chips ter comunicado uma parceria com a israelita para colocar os seus processadores a trabalhar em conjunto com chips EyeQ em veículos autónomos e do projeto entre estas duas empresas e a BMW para uma frota de 40 carros sem condutor, que deverão começar a ser testados na estrada durante o segundo trimestre deste ano.

A Intel afirmou, ainda, que vai integrar a sua divisão Automated Driving Group (ADG) na operação da Mobileyee que será o Chairman da companhia com sede em Jerusalém, Amnon Shashua, que vai liderar a unidade.

Brian Krzanich, CEO da Intel, disse que a compra vai originar uma fusão entre “os olhos dos carros autónomos e o cérebro que realmente conduz o carro”.

O mercado dos veículos autónomos está, assim, em grande movimentação já que em outubro, a Qualcomm tinha anunciado a aquisição da holandesa NXP, o maior fornecedor de chips automóveis, por 47 mil milhões de dólares.

E é compreensível o atrativo desta área, o que está em jogo é muito aliciante para qualquer empresa pois de acordo com as previsões da Goldman Sachs, o mercado de sistemas de assistência à condução e de veículos autónomos deverá atingir 96 mil milhões de dólares em 2025.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor