Inovação é mais importante que a competitividade nas PME

Inovação
0 16 Sem Comentários

A Grenke Portugal – empresa a operar na área do renting na área do renting, realizou o seu 3º barómetro que nesta edição foi dedicado à “Inovação vs Competitividade”.

Quando questionados sobre a importância da inovação nas empresas, 45% do painel de inquiridos responde que a inovação é sem dúvida é importante nas suas empresas. Para 36% dos gestores a inovação é considerada de extrema importância. 14% refere que é relativamente importante e 4% que é pouco importante. Apenas 1% dos auscultados não concebe nenhuma importância à inovação.

Quando se fala em medidas adotadas pelas empresas para que a inovação seja uma componente diferenciadora para os clientes, a grande maioria dos inquiridos (33%) menciona a formação, seguindo-se, com a mesma percentagem (29%) a promoção de uma cultura voltada para a inovação e o desenvolvimento de atividades de equipa. O benchmarking foi também referenciado por 8%do painel de empresários, sendo que 1% mencionou outras medidas diversas.

Por outro lado, e quando se aborda a questão da medida em que aposta na inovação influencia ou pode influenciar a competitividade nas empresas (numa escala de 0 a 5, em que 0 significa “Nada” e 5 “Muitíssimo”), 33% dos gestores que participaram nesta edição do barómetro Grenke aponta como “Muitíssimo” influenciadora. “Muito” foi a escolha de 27% dos inquiridos, seguindo-se “Alguma” com 20% das respostas recolhidas e “Pouco” para 13%. A opção “Nada” angariou 7% dos gestores.

Passando da teoria à prática, e no que concerne ao tempo dedicado semanalmente à inovação nas PME nacionais, quase metade do painel de gestores (48%) afirma dedicar menos de 4 horas a esta temática. Nesta questão, 36% confessa dedicar entre 4 a 8 horas à inovação e, apenas, 16% destina mais de 8 horas a esta temática.

Afinal qual é a mais importante: inovação ou competitividade?

Por fim, e na questão “O que considera mais importante para a sua empresa: inovação, competitividade ou ambas?”, as respostas foram muito esclarecedoras. Assim, 81% dos empresários questionados respondeu “Ambas”, ao passo que 11% elegeu a inovação como prioridade e somente 8% nomeou a competitividade.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor