InnoWave prevê crescimento nos mercados internacionais em 2015 [atualizado]

Negócios

A InnoWave espera faturar 6,9 milhões de euros este ano, com as suas operações internacionais a representarem 55 por cento da totalidade do negócio. O primeiro trimestre de 2015 da empresa portuguesa ficou marcado pela inauguração de um novo escritório em Londres. A InnoWave prevê que as suas operações na capital britânica gerem já este

A InnoWave espera faturar 6,9 milhões de euros este ano, com as suas operações internacionais a representarem 55 por cento da totalidade do negócio.

profit2O primeiro trimestre de 2015 da empresa portuguesa ficou marcado pela inauguração de um novo escritório em Londres. A InnoWave prevê que as suas operações na capital britânica gerem já este ano cerca de 1,12 milhões de euros. A subsidiária conta com dez colaboradores e, segundo a InnoWave, está já a trabalhar com clientes locais.

A estratégia de internacionalização vai levar a empresa a focar os seus esforços na entrada em mercados maduros, nomeadamente no norte da Europa e no subcontinente norte-americano (Estados Unidos e Canadá).

O diretor-geral da InnoWave, Tiago Gonçalves, revela, em nota, que a empresa espera ainda este ano dar início às suas operações em Singapura e no Dubai, sendo que num destes países ou nos EUA abrira um novo escritório.

Questionado pela B!T acerca da razão de um foco tão forte sobre os mercados externos, Tiago Gonçalves afirmou que, apesar de ter crescido em Portugal, onde vê também um grande potencial, “a InnoWave foi criada como Empresa Global com o objetivo de ser líder em inovação em Mercados evoluídos e competitivos, esses mercados são os que podem, e têm trazido, a escala que a InnoWave procura”.

O CEO revelou que há já um ano que a empresa tem vindo a desenvolver atividades comerciais no Dubai e em Singapura, mercados onde a InnoWave denota “o espírito de inovação, a capacidade de investimento e a escala”, nomeadamente ao nível das telecomunicações, visto que algumas operadoras destes países têm raízes que se estendem a mercados de outras nacionalidades.

Até ao fim de 2015, a empresa quer ainda contratar 25 adicionais colaboradores, totalizando uma equipa com 160 membros. Um Centro de Competências, o primeiro da InnoWave, é esperado abrir até ao próximo mês de junho, um investimento que ronda os 30 mil euros. A localização do InnoWave Centre of Expertise, contudo, ainda não foi escolhido.

Quanto a 2014, a empresa registou um volume de negócios de 5,3 milhões de euros, com os mercados internacionais a representarem 52 por cento da faturação total.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor