InnoWave compra Thought Creator para apostar na Internet das Coisas

CloudInovação

A InnoWave Technologies comprou a empresa de Internet das Coisas Thought Creator, sem revelar os pormenores financeiros da aquisição.

De acordo com o comunicado da empresa portuguesa, a integração faz parte da sua estratégia de desenvolvimento de uma componente de Internet das Coisas, mercado em que tem trabalhado. O foco será a concepção de soluções verticais nas áreas de eHealth, cidades inteligentes e casas inteligentes.

“O objetivo é reforçar as nossas competências nesta área de investimento estratégica, permitindo alargar a nossa oferta de serviços e soluções para os nossos clientes no mercado internacional”, explica o CEO Tiago Gonçalves. A InnoWave pretende atingir uma faturação de um milhão de euros nesta área e contratar mais pessoas para chegar aos 20 colaboradores. “Em 2016, vamos também reforçar o investimento no mercado do Reino Unido e focar-nos na operacionalização da estratégia de entrada no mercado dos EUA“, acrescenta o responsável.

O CEO justifica a escolha da Thought Creator pelas suas características inovadoras, com as quais contactaram em parcerias no passado. A empresa tem “tem uma competência técnica excelente” e os seus fundadores “estão muito alinhados” com os valores e cultura da InnoWave. Com sede em Lisboa, a Thought Creator especializou-se na gestão técnica e das telecomunicações e serviços de consultoria. A assinatura será agora Thought Creator IoT by InnoWave.

“Esta foi uma oportunidade que resolvemos desde logo abraçar, já que encontrámos no grupo InnoWave capacidades técnicas em áreas complementares na IoT que irão permitir à Thought Creator o desenvolvimento de soluções inovadoras de uma forma mais célere”, salienta o diretor de tecnologia da empresa adquirida, João Espadanal Gonçalves. A integração irá dar-lhes “maior capacidade de crescimento e dinamização a nível internacional.”

A oferta vai complementar o portfólio da InnoWave e trazer mais competências nas áreas de hardwareaparelhos conectados. Os próximos passos irão no sentido de acelerar “soluções inovadoras” para as quais estava pendente investimento, reforçar a capacidade de consultoria da empresa e das competências em tecnologias e soluções no mercado de Internet das Coisas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor