Information Builders reorganiza a sua estrutura internacional

Negócios
0 0 Sem Comentários

Por forma a intensificar os seus níveis de crescimento na área a curto prazo, a Information Builders reorganizou a sua estrutura internacional (fora dos Estados Unidos).

“A nossa companhia opera num cenário tremendamente competitivo, composto por dezenas de concorrentes. Num esforço para manter e melhorar o nosso posicionamento no mercado internacional, estamos continuamente a sondar fórmulas para incentivar um crescimento sustentável”, diz, em comunicado, David Small, vice-presidente sénior da Divisão Internacional da Information Builders. “Este ano pretendemos aumentar significativamente as nossas vendas tanto indiretas como diretas e para isso vamos enfrentar uma série de mudanças organizacionais, efetivas a partir de janeiro de 2016”.

A Information Builders reestruturou a sua organização internacional em torno de duas grandes regiões: EMEA Norte, que aglutina os escritórios situados no Reino Unido, Holanda, Alemanha, Suíça, França, Itália e Suécia, assim como a relação com os distribuidores dos países vizinhos; e EMEA Sul e América Latina, que concentra as atividades dos escritórios de Espanha, Portugal, México e Brasil e as operações que estão a ser executadas noutros países como Chile, Colômbia, Peru e Equador.

Para comandar esta segunda região, a Information Builders nomeou Miguel Reyes como vice-presidente para a EMEA Sul e América Latina, o que reflete a aposta sem contemplações da corporação no diretor que exerceu diversos cargos na subsidiária ibérica durante os últimos 15 anos.

Ademais, esta iniciativa significa um novo reforço no peso específico da Península Ibérica dentro da Information Builders, notadamente superior ao normal entre as multinacionais do setor de TIC. A sede central da região, situada em Madrid, se erige como o centro de coordenação de operações das delegações de Barcelona, Bilbao, Lisboa, México D.F. e São Paulo, assim como das numerosas relações com parceiros e clientes que a Information Builders está travando em diversos países da América Latina. Argentina, Panamá e Venezuela são outros dos mercados onde a companhia pretende entrar a curto prazo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor