Indra renova sistemas de localização de aeroportos paquistaneses

Negócios

A Autoridade de Aviação Civil do Paquistão escolheu a Indra para realizar a renovação dos seus sistemas de radar. Esta colaboração abrange os aeroportos internacionais Jinnah, em Karachi, e Allama Iqbal, em Lahore. Esta não é a primeira vez que a espanhola Indra aplica a sua expertise tecnológica nestes dois aeroportos. Anteriormente, foi responsável pela

A Autoridade de Aviação Civil do Paquistão escolheu a Indra para realizar a renovação dos seus sistemas de radar. Esta colaboração abrange os aeroportos internacionais Jinnah, em Karachi, e Allama Iqbal, em Lahore.

aviões radar

Esta não é a primeira vez que a espanhola Indra aplica a sua expertise tecnológica nestes dois aeroportos. Anteriormente, foi responsável pela otimização dos sistemas de controlo de ambos os terminais, “com os seus sistemas de gestão de tráfego aéreo e sistemas de comunicação de voz (VCSS)”, explica a empresa em comunicado.

O mais recente projeto visa a instalação de uma estação munida de um radar primário e um secundário, facilitando, assim, a localização e a identificação das aeronaves. A Indra diz, em nota de imprensa, que assim será reforçada a segurança da navegação e permitirá que o país aumente as suas capacidades em matéria de gestão de tráfego aéreo.

O tenente-general Khawar Hussain, diretor executivo adjunto da Autoridade Civil paquistanesa, afirmou que a aliança com a Indra vai possibilitar o aumento de até 100 por cento do número de aviões a circular no espaço aéreo do país e “reduzir a distância de separação entre aeronaves”.

Com o novo sistema, os radares atualmente em utilização serão substituídos, visto que contam já com cerca de vinte anos de operação.

Este novo contrato vai solidificar a posição da Indra enquanto fornecedora de soluções tecnológicas para a Autoridade Civil do Paquistão, e ainda fortalecer-se, segundo a própria, “num país que nos próximos anos abordará importantes projetos de renovação tecnológica e de modernização de infraestruturas”.

Com a parceria, a Indra dá então azo à sua estratégia de expansão além-fronteiras, nomeadamente no continente asiático e na região do Golfo Pérsico, onde já colaborou com entidades de países como a Turquia, Jordânia, Índia, China, Vietname, Kuwait e Omã.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor