Indra mais forte em infraestruturas cloud

Cloud

A multinacional de consultoria e tecnologia obteve a certificação “IaaS Cisco Powered Cloud Service” para a sua nuvem de serviços híbrida. O outsourcing de infraestruturas vai agora permitir que o Indra Flex IT se estenda a novos mercados, disse Vasco Mendes de Almeida diretor de BPO e Outsourcing da Indra em Portugal. A Indra obteve

A multinacional de consultoria e tecnologia obteve a certificação “IaaS Cisco Powered Cloud Service” para a sua nuvem de serviços híbrida. O outsourcing de infraestruturas vai agora permitir que o Indra Flex IT se estenda a novos mercados, disse Vasco Mendes de Almeida diretor de BPO e Outsourcing da Indra em Portugal.

indra

A Indra obteve a certificação “Cisco Powered” para a sua nuvem de serviços híbrida, denominada Indra Flex IT, distinção que permite à multinacional de consultoria e tecnologia oferecer serviços de infraestrutura cloud em todo o mundo. Segundo a empresa, esta certificação faz parte do Memorando de Entendimento assinado entre a Indra e a Cisco em 2012 para colaboração no desenvolvimento avançado de serviços e tecnologias de cloud computing.

Vasco Mendes de Almeida, diretor de BPO e Outsourcing da Indra em Portugal, garantiu que a Indra se encontra na vanguarda de serviços e soluções de Cloud Computing graças a uma oferta integral, denominada Indra In Cloud, que abrange toda a cadeia de valor de serviços de tecnologias de informação: desde a consultoria (colaborando na otimização das capacidades e custos de clientes) até ao desenvolvimento de novas soluções, passando também pela externalização de serviços de TI. “A certificação ‘Cisco Powered’ agora obtida para a sua nuvem de serviços hibrida, Indra Flex IT, construída sobre a tecnologia da Cisco, permitirá à Indra impulsar a comercialização dos seus serviços de infraestrutura cloud em todo o mundo, incluindo clientes do mercado português. Também consolida a sua posição de ‘Cloud Provider’ global da Cisco no âmbito de cloud computing e reforça a sua capacidade para alargar os seus serviços a novos mercados com suporte Cisco”.

 Auditoria externa “ditou” certificação

A certificação foi obtida após uma auditoria externa levada a cabo pela Cisco, e que analisou, para além dos padrões de qualidade e segurança, todos os processos operativos, de gestão e comerciais do modelo da Indra.

A empresa explana que a Indra Flex IT combina todas as vantagens das nuvens públicas e privadas acrescentando as infraestruturas e serviços às necessidades de negócio dos seus clientes, em cada momento, pagando apenas o que utilizam. “A solução, baseada na arquitetura Data Center da Cisco – que incorpora os servidores UCS Nexus e outros elementos de comunicação e segurança – facilita a redução de custos operacionais e de capital com um maior rendimento e eficiência, permitindo à Indra o fornecimento mais rápido de serviços sobre recursos físicos ou virtuais”.

Basicamente, a proposta In Cloud da Indra integra todo o processo de transformação na Cloud, desde a produção até ao consumo de tecnologia.  Esta oferta inclui a plataforma  PaaS (Indra Smart Platform), um modelo de gestão hibrida (Indra Flex IT) e um catálogo completo e integrado com mais de 40 aplicações SaaS (Software as a Service), aos quais se pode aceder através de um market place próprio (iCloud Broker) e que se integram com terceiros (Azure, Force.com o Google Engine). “Uma das mais importantes ofertas da Indra neste domínio são os serviços de consultoria e processamento para a nuvem. O seu objetivo é ajudar os seus clientes a planear de que forma, como e quando podem passar a utilizar a nuvem de uma forma sustentável e sem qualquer tipo de risco para o negócio, podendo assim aceder a novos recursos de negócios que envolvem uma vantagem competitiva a curto, médio e longo prazo”, disse Vasco Mendes de Almeida.

 Certificação garante mais robustez

Para tal, a Indra mede o grau de maturidade Cloud de cada cliente avaliando qual a melhor maneira de transformar a forma como consome tecnologia mediante a utilização de metodologias, ferramentas e arquiteturas de referência definidos pela Indra.

“A certificação agora obtida confere, sem dúvida, ainda mais robustez e credenciais de garantia de serviço à solução cloud da Indra. A percepção local destes benefícios, capacita a Indra do reconhecimento de ser um player de mercado que acompanha os clientes na totalidade do percurso de integração das suas soluções na nuvem”.

No mercado português, Vasco Mendes de Almeida diz que a Indra tem identificado interesse por este tipo de serviço em diversos sectores. “Nota-se uma divisão entre as grandes companhias nacionais, que procuram avaliar as soluções cloud computing para sistemas não core, e deste modo dar os passos necessários para uma utilização mais alargada”. Já nas multinacionais com presença local, Vasco Mendes de Almeida  diz que o recurso a serviços de cloud computing já ocorre de modo mais generalizado mas também, na sua maioria, em “sistemas não core”. “Tem-se detetado uma maior procura de soluções cloud nas médias empresas e, neste segmento, o business case sobre as vantagens e benefícios – redução dos investimentos em infraestruturas, das equipas de suporte e melhoria das capacidades de implementação de planos de disaster recovery e business continuity.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor