Impulsionar o E-Commerce através das Redes Sociais

e-Commercee-MarketingNegóciosRedes Sociais

Um estudo recente do Pew Research Group revela que 81% dos adultos americanos têm uma conta activa no Facebook. Ainda que o crescimento desta rede social tenha abrandado, continua a ser a mais popular do mundo. Ao nível do crescimento, o destaque em 2014 vai para o LinkedIn, Instagram e Pinterest. As conclusões deste estudo

cabeça pedro pereira da costa, odisseias

Um estudo recente do Pew Research Group revela que 81% dos adultos americanos têm uma conta activa no Facebook. Ainda que o crescimento desta rede social tenha abrandado, continua a ser a mais popular do mundo. Ao nível do crescimento, o destaque em 2014 vai para o LinkedIn, Instagram e Pinterest. As conclusões deste estudo revelam também que a maioria das pessoas (52%) participa de forma activa em duas ou mais redes sociais.

redes-sociais-casa

O que representam então estes números para as empresas que querem impulsionar os seus negócios? Muito. Em especial, se pensarmos que cada rede social tem um perfil de utilizador diferente, devendo ser encaradas como canais de marketing distintos.

1. Comunique mensagens diferentes para públicos diferentes

Segundo o relatório do PRG, 53% dos utilizadores na faixa etária entre os 18 e os 29 anos utilizam o Instragam, sendo que metade desses utilizadores acedem diariamente às suas contas. Um negócio que tenha esta faixa etária como target deverá participar de forma activa nesta rede social, envolvendo-se de forma activa com o seu público-alvo. Considere publicar sobre eventos, novos produtos, behind the scenes, fotos dos colaboradores. Isto é, conteúdos comunicados mais informalmente. Da mesma forma, se o seu target for feminino, considere que 42% das mulheres utiliza o Pinterest, por isso não só deve estar presente nesta rede, como deverá orientar os pins para este segmento.

2. As Redes Sociais não são grátis para as empresas

Embora seja muito simples e completamente gratuito para qualquer empresa criar uma página ou perfil numa rede social, e começar a conectar-se com os seus clientes. A verdade é que a maioria das pessoas não verá as suas publicações. De acordo com um estudo, o alcance orgânico para páginas de marcas no Facebook caiu de uma média de 12% em Outubro de 2013, para apenas 6,15% no final de 2014. Como tal, pense bem na sua estratégia e considere investir nesta rede social para optimizar os resultados.

3. Utilize as ferramentas à sua disposição

Não precisa de se conectar com cada utilizador das redes sociais em que está presente. Mas deve aproveitar as ferramentas customizáveis ​​no Facebook, Twitter, Pinterest e que lhe permitem atingir certos grupos demográficos e estender o seu alcance, contando que está disposto a pagar. O Facebook, por exemplo, permite que crie campanhas dirigidas a diferentes faixas etárias, localizações ou género para promover sua página e posts individuais. Os custos associados dependem da dimensão da página.

4. Não exagere

Se fizer 10 posts por dia no seu perfil pessoal, verá que os seus amigos se vão começar a fartar. O mesmo se aplica às páginas de marca, sendo que aqui a tolerância ao exagero é ainda menor. No caso do Facebook, salvo raras excepções, não deve actualizar a sua página mais do que duas ou três vezes por dia. No Twitter, por exemplo, visto que se trata de uma rede social mais imediata, pode actualizar mais algumas vezes por dia, desde que espaçadas ao longo do dia.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor