Iliad anuncia altos lucros e adquire parte da Bouygues

EmpresasNegócios

As ações na empresa francesa de telecomunicações de baixo custo Iliad subiram 15 por cento depois de ter anunciado as melhores vendas da indústria, crescimento nos lucros e alinhando-se com a assinatura de um acordo com a sua maior rival Bouygues. A Iliad, apoiada pelo magnata Xavier Niel, beneficiaria da consolidação do setor, depois de

As ações na empresa francesa de telecomunicações de baixo custo Iliad subiram 15 por cento depois de ter anunciado as melhores vendas da indústria, crescimento nos lucros e alinhando-se com a assinatura de um acordo com a sua maior rival Bouygues.

iliad

A Iliad, apoiada pelo magnata Xavier Niel, beneficiaria da consolidação do setor, depois de a Vivendi ter recebido licitações para a segunda maior operadora móvel francesa SFR.

Uma das licitadoras é a Bouygues que disse no domingo que havia concordado em vender toda a sua rede móvel e parte do seu espectro à Iliad por mais de 1,8 mil milhões de euros, como forma de mitigar as preocupações de reguladores relativamente ao facto de a Vivendi poder vir a aceitar a licitação da Bouygues para a aquisição da SFR.

Este negócio poderá beneficiar em muito a Iliad, visto que amplifica a sua cobertura móvel e torna-a mais facilmente difundida, em alternativa ao dispendioso built-out da sua própria rede.

A Iliad pode ainda adquirir um valioso portfolio de licenças mobile da Bouygues, que integra algumas na onda dos 800 MHz, consideradas como as “frequências de ouro”, devido à sua qualidade e amplitude de cobertura.

A Iliad tem acesso a um espectro de frequências bastante mais pequeno do que as outras operadoras, razão pela qual a aquisição da maior parte do da Bouygues vai permitir que a empresa melhore os seus serviços e que deixe de ser dependente de um contrato de roaming que tem estabelecido com a Orange.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor