Identificação por padrão venoso chega aos multibancos

NegóciosSegurança

A fornecedora de serviços bancários polaca ITCard está a difundir os primeiros terminais multibanco que utilizam reconhecimento do padrão venoso das mãos para efetuar levantamentos monetários, através da identificação do cliente utilizando a tecnologia VeinID da Hitachi. A empresa polaca afirmou ontem que intenta equipar toda a sua rede de 1,730 mil terminais multibanco Planet

A fornecedora de serviços bancários polaca ITCard está a difundir os primeiros terminais multibanco que utilizam reconhecimento do padrão venoso das mãos para efetuar levantamentos monetários, através da identificação do cliente utilizando a tecnologia VeinID da Hitachi.

vein id

A empresa polaca afirmou ontem que intenta equipar toda a sua rede de 1,730 mil terminais multibanco Planet Cash com esta tecnologia antes do presente ano terminar.

Desta forma, para que os clientes possam utilizar esta tecnologia têm de inserir um dedo no dispositivo, que será seguidamente alvo de uma série de feixes luminosos perto da gama dos infravermelhos, detetando o padrão venoso ímpar do dedo. De acordo com a tecnológica japonesa Hitachi, o processo de autenticação demora aproximadamente meio segundo.

Os promotores da tecnologia advogam que este método é mais preciso do que a leitura de impressões digitais e mais barato do que os scanners oculares.

As entidades responsáveis disseram que não foi até hoje descoberto nenhum mecanismo que possam replicar o padrão venoso da mão. Esta pedaço de vanguardismo tecnológico foi já integrado em computadores portáteis da Fujitsu e adotado por um sistema de pagamentos ne Suécia.

A Hitachi assegurou que existe uma probabilidade ínfima (0,0001 por cento) de alguém conseguir passar por outra através do sistema VeinID.

Como medida  de segurança acrescida, os utilizadores podem gravar o padrão venoso de mais do que um dedo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor