IDC reconhece Kaspersky Lab como um dos fabricantes de maior destaque no mercado de consumo

Segurança

As conclusões do relatório da IDC resultante da análise ao mercado de segurança endpoint, de consumo e empresarial, em 2014, já foram publicadas. De acordo com a análise elaborada em dezembro do ano passado, a Kaspersky Lab cresceu mais rápido que o mercado na sua globalidade. Enquanto as receitas globais de todos os fabricantes de segurança endpoint aumentaram 2,6 por cento em 2014, as da Kaspersky Lab cresceram 6,5 por cento.

Segundo o relatório, as receitas globais dos fabricantes de segurança endpoint alcançaram um total de 8 mil milhões de euros em 2014, sendo que 64 por cento do total provêm de quatro empresas que atingiram receitas superiores aos 600 milhões de euros, entre as quais se encontra a Kaspersky Lab, na quarta posição, com 654 milhões de euros e uma quota de mercado de 7,9 por cento. A companhia voltou, deste modo, a repetir o quarto posto, posição que ocupou em 2013 com um crescimento no seu volume de negócios de 6,1 por cento, alcançando os 614 milhões de euros.  

A IDC reconheceu também a Kaspersky Lab como um dos fabricantes de maior destaque no mercado de consumo, graças ao aumento registado na sua quota de mercado. Enquanto a quota da Kaspersky Lab subiu em mais de 9 por cento, a nível global o setor cresceu apenas 1 por cento, um número baixo que se explica pela queda nas vendas de equipamentos informáticos.

“A segurança endpoint foi sempre o centro de nosso negócio, especialmente no mercado de consumo e das pequenas e médias empresas. Esperamos que nos próximos anos um dos principais motores de crescimento passe a ser o segmento empresarial, especialmente na área da segurança não-endpoint. As necessidades dos nossos clientes mudaram e a inteligência em cibersegurança global, bem como as tecnologias avançadas, podem ajudar a fazer frente às ameaças mais sofisticadas. De acordo com o nosso plano estratégico, iremos ampliar o nosso portefólio com soluções de segurança e serviços que vão mais além da clássica segurança endpoint”, explica, em nota de imprensa, Alfonso Ramírez, diretor-geral da Kaspersky Lab Iberia.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor