IDC Directions 2015: A mobilidade está a mudar a forma como trabalhamos

Mobilidade

O funcionário do futuro não estará preso a um posto de trabalho estacionário, disse Nuno Almeida, Enterprise Business Manager da Samsung. A mobilidade está a diluir a fronteira entre mundo pessoal e mundo profissional, e isso traz alguns desafios à segurança das empresas.

“A forma como trabalhamos hoje está a mudar”, sentenciou o gestor, durante o congresso Directions 2015, organizado pela IDC. A fusão entre o “pessoal” e o “profissional” é cada vez mais evidente e os dispositivos móveis, a capacidade de trabalhar remotamente, sem ter de colocar um pé no escritório, são a causa.

No entanto, apesar de ser virtualmente consensual que o trabalho remoto tem os seus benefícios, não se pode negligenciar que surgem várias questões de segurança informática quando utilizamos um smartphone ou um tablet particular para aceder a informações e conteúdos empresariais.

Nuno Almeida referiu que um tablet é capaz de, facilmente, substituir o tradicional posto de trabalho, com a associação aos devidos periféricos, como um rato Bluetooth.

Para gerir esta dualidade de realidades dentro dos dispositivos móveis, o responsável sugeriu a solução Samsung Knox, que faz a separação entre as aplicações e conteúdos pessoais e os profissionais, sendo que apenas estes últimos são geridos pelo departamento de TI da organização, garantindo a segurança dos mesmos.

O executivo apontou seis grandes tendências que, aso olhos da Samsung, vão pautar os próximos anos: comunicação digital; mobilidade; Internet das Coisas; segurança; novos postos de trabalho; e uma abordagem holística ao mercado e aos consumidores, fundindo num só os segmentos que hoje conhecemos como B2B, B2C e B2G.

e-Pagamentos

Nuno Almeida não deixou de referir que os pagamentos através de dispositivos móveis “vieram para ficar”. Ele acrescentou que o Samsung Pay, o sistema de pagamentos móveis da marca sul-coreana que desmaterializa os cartões bancários, terá uma grande presença em Portugal, sendo que algumas entidades financeiras nacionais já se dispuseram a colaborar com a Samsung para difundir o sistema.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor