Icahn reforça investimento na Apple

Negócios

Carl Icahn adquiriu mais 500 mil milhões de ações na empresa nas últimas duas semanas, fazendo com que o investimento total ficasse em mais de três mil milhões de dólares no iPhone. O bilionário, que repetidamente afirmou à Apple a necessidade de devolver mais dinheiro aos acionistas, referiu à NBC que ainda pretende adquirir mais

Carl Icahn adquiriu mais 500 mil milhões de ações na empresa nas últimas duas semanas, fazendo com que o investimento total ficasse em mais de três mil milhões de dólares no iPhone.

Carl-Icahn-Presses-Apple-Shareholders-to-Vote-for-Stock-Buyback-406264-2

O bilionário, que repetidamente afirmou à Apple a necessidade de devolver mais dinheiro aos acionistas, referiu à NBC que ainda pretende adquirir mais ações. Conhecido por décadas de empreender lutas contra as grandes corporações, afirmou no Twitter que “a empresa estava a tentar impulsionar um programa de recompra de ações.”

Desde que Tim Cook assumiu o lugar de Steve Jobs como CEO da Apple, a empresa começou a ser mais exposta a investidores. Contudo, Icahn defende que a Apple “tem recursos para partilhar muitos dos seus lucros de mais de 146 mil milhões de dólares” e investir cada vez mais em outros tipos de indústria como a dos dispositivos móveis.

A empresa tem cada vez mais a concorrência de gigantes como a Samsung e a Amazon em áreas alternativas como as dos smartphones e tablets e, nesse sentido, para Icahn, “a aposta na Apple é cada vez mais segura, porque a empresa tem vindo a investir em vários tipos de mercado de modo a não perder influência no mundo da tecnologia”.

As ações da Apple subiram 17 por cento desde que Icahn divulgou uma ação significante na empresa a 13 de agosto de 2013. Nessa altura, um investimento adicional de 500 milhões de dólares foi traduzido em cerca de 900 mil ações.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor