IBM e Topcoder disponibilizam Watson a um milhão de programadores

Inovação
0 0 Sem Comentários

Na Watson Developer Conference, em São Francisco, a IBM anunciou uma parceria com a Topcoder, uma comunidade de desenvolvimento de software que alcança mais de um milhão de programadores, designers e cientistas de dados, virada para o Watson. O intuito é disponibilizar a plataforma de supercomputação Watson para quem quer criar a próxima geração de aplicações, APIs e soluções de inteligência artificial de próxima geração.

A parceria, diz a IBM, irá também beneficiar as empresas, que terão acesso um grupo de programadores talentosos – com experiência em tecnologias cognitivas e no Watson – através do Topcoder Marketplace.

Os desafios Topcoder são submetidos à comunidade. A partir daí, a colaboração, competição e avaliação entre pares determina a subida ao topo das melhores inovações. O Topcoder recebe 7 mil desafios de programação por ano e já entregou 80 milhões de dólares em prémios à comunidade.  A IBM diz que este modelo de aprendizagem e desenvolvimento é “disruptivo.”

A parceria entre a IBM e o Topcoder tornará o o Watson e os serviços IBM Cloud disponíveis a toda a comunidade. Através dos hackatons e competições organizados pela plataforma, os participantes poderão aceder a uma variedade de serviços Watson, tais como Conversação, Análise de Sentimento ou APIs de linguagem, que poderão usar para criar novas ferramentas auxiliadas pela computação cognitiva. Os programadores terão depois a oportunidade de mostrar e monetizar as suas soluções no IBM Marketplace.

“O potencial do Watson de transformar a forma como trabalhamos e vivemos é ilimitada. A revolução da inteligência artificial apresenta aos empreendedores e programadores uma oportunidade para criar inovação a um nível que nunca vimos antes”, argumenta Willie Tejada, chief developer advocate da IBM. Esta parceria, disse, criará um ambiente colaborativo e competitivo muito útil ao desenvolvimento tecnológico.

A colaboração entre a IBM e o Topcoder começou em 2008. O CEO Mike Morris frisou a importância da extensão do relacionamento entre as duas empresas até 2019, já que demonstra o suporte contínuo às duas comunidades. 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor