IBM terminará a revenda de produtos da NetApp

Business IntelligenceData-StorageNegóciosStorage

A IBM vai deixar de adquirir e revender os produtos de armazenamento da NetApp, numa altura em que está a tentar atrair um maior volume de consumidores para os seus próprios produtos e ofertas. Foi revelado este fim-de-semana que a tecnológica International Business Machines está a planear deixar oficialmente de vender unidades de armazenamento da

A IBM vai deixar de adquirir e revender os produtos de armazenamento da NetApp, numa altura em que está a tentar atrair um maior volume de consumidores para os seus próprios produtos e ofertas.

ibm

Foi revelado este fim-de-semana que a tecnológica International Business Machines está a planear deixar oficialmente de vender unidades de armazenamento da nova gama N da NetApp na próxima terça-feira, dia 27 de maio, encerrando o desenvolvimento desta linha de produtos.

Segundo um memorando interno, a que a Bloomberg teve acesso, esta jogada visa encorajar os clientes a comprarem produtos concebidos pela própria IBM.

Querendo, assim, reavivar vendas de hardware fracas, a empresa do setor norte-americano de tecnologia vai agora focar-se no desenvolvimento de nova tecnologia e na atualização de produtos já existentes.

Este redirecionamento deverá lançar um impacto negativo sobre a NetApp, visto que esta gera cerca de dois por cento das suas receitas a partir da IBM. Apesar de a empresa californiana de armazenamento e gestão de dados ter afirmado que a sua relação com a IBM tem atravessado mares revoltos, não se pronunciou relativamente ao término da revenda dos seus produtos.

“A IBM é a maior Fabricante de Equipamento Original cliente da NetApp”, avançou um analista da Wunderlich Securities, Kaushik Roy, acrescentando que a tecnológica International Business Machines tem vindo a perder uma parte significativa da sua quota no mercado do armazenamento computacional, o que, consequentemente, tem sido nocivo para as receitas que a NetApp extrai da IBM.

As ações da NetApp, depois de noticiadas as intenções da sua revendedora, caíram 2,8 por cento.

Estas duas empresas embarcaram nesta parceria em 2005, o que permitia que a IBM embutisse a sua marca nos produtos de armazenamento fabricados pela NetApp, e possibilitava que ambas, através desta aliança, melhor pudessem competir com a EMC.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor