IBM reforça negócio com parceria com a China Telecom

Business IntelligenceData-StorageNegócios

A China Telecom vai abrir os seus servidores ao portfólio de serviços MobileFirst da IBM. Sob os termos da parceria, a tecnologia norte-americana vai ajudar as empresas a gerirem as suas apps corporativas para iPhones e iPads. Embora não tenham sido divulgados os clientes que serão servidos pelo MobileFirst da IBM, a Reuters disse que

A China Telecom vai abrir os seus servidores ao portfólio de serviços MobileFirst da IBM. Sob os termos da parceria, a tecnologia norte-americana vai ajudar as empresas a gerirem as suas apps corporativas para iPhones e iPads.

ibm1

Embora não tenham sido divulgados os clientes que serão servidos pelo MobileFirst da IBM, a Reuters disse que a parceria vai procurar alcançar desde empresas dos setores financeiro e dos seguros até pequenas e jovens companhias.

Apesar de o governo chinês não ser o maior fã das tecnológicas norte-americanas, muito menos quando estas procuram singrar na maior economia asiática, a IBM quer reforçar a sua presença na China através de parcerias com empresas locais.

Sob um conjunto de leis que Pequim sancionou recentemente, as empresas chinesas são vigorosamente encorajadas a preferir soluções tecnológicas desenvolvidas localmente, em detrimento de tecnologia estrangeira. O Ocidente critica esta medida, acusando o governo chinês de estar a criar obstáculos aos negócios das empresas que operam internacionalmente.

Colaborando com a China Telecom, a maior fornecedora de serviços cloud e de telecomunicações fixas da potência asiática, a IBM vai procurar criar fortes laços de partilha de tecnologia com empresas chinesas, neste caso através da disponibilização de serviços de gestão de aplicações móveis em contexto corporativo.

Ademais, a IBM espera conseguir conquistar, através da China Telecom, a confiança dos consumidores chineses, reforçando a sua posição no mercado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor