IBM quer ajudar a desenvolver indústria de TI chinesa

Business IntelligenceData-StorageNegócios

De acordo com a CEO da IBM, Virginia Rometty, a empresa irá partilhar tecnologia com outras empresas chinesas e irá ajudar ativamente a desenvolver a indústria deste país. A IBM compromete-se a ajudar a China a construir uma indústria de TI, em vez de ver o país apenas como um destino de venda ou uma

De acordo com a CEO da IBM, Virginia Rometty, a empresa irá partilhar tecnologia com outras empresas chinesas e irá ajudar ativamente a desenvolver a indústria deste país.

ibm rometty

A IBM compromete-se a ajudar a China a construir uma indústria de TI, em vez de ver o país apenas como um destino de venda ou uma base de manufatura, disse a executiva, no Fórum de Desenvolvimento na China, uma conferência patrocinada pelo governo chinês.

“Se for um país, como é o caso da China, com 1,3 mil milhões de pessoas, quereria uma indústria de TI também”, disse a CEO. “Penso que algumas empresas acharão esta ideia algo assustadora. Na IBM achamos que é uma grande oportunidade.”

Um número de tecnológicas norte-americanas que operam na China estão a formar alianças com empresas nacionais, esperando que os parceiros locais tornem o processo de operação mais simples, num mercado que se tem tornado cada vez mais hostil para empresários estrangeiros.

A China tem vindo a apostar mais no desenvolvimento de tecnologia nacional e não tanto em tecnologia vinda de outros países, com o objetivo de conseguir aumentar o setor tecnológico, em resposta às questões de vigilância ligadas ao esquema de vigilância da NSA, reveladas por Edward Snowden.

Entretanto, as vendas da IBM, na China, já estabilizaram, depois de uma queda acentuada, que começaram no terceiro trimestre de 2013, logo depois das revelações de Snowden.

A IBM já demonstrou que está pronta para se aliar a empresas chinesas: na semana passada, anunciou que a Suzhou PoweCore Technology iria começar a produzir a versão do chip Power8 da IBM, para funcionarem em servidores feitos na China.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor