IBM processada por acionistas que alegam fraude

Business IntelligenceData-StorageEmpresasNegócios

A IBM está no centro de mais um processo, desta vez acusada de fraude relacionada com as ações da empresa e com as informações reveladas aos investidores. Um grupo de acionistas resolveu instaurar um processo justificando que terão sido prejudicados. Alguns acionistas da IBM estão a processar a empresa, acusando-a de não ter sido clara

A IBM está no centro de mais um processo, desta vez acusada de fraude relacionada com as ações da empresa e com as informações reveladas aos investidores. Um grupo de acionistas resolveu instaurar um processo justificando que terão sido prejudicados.

ibm

Alguns acionistas da IBM estão a processar a empresa, acusando-a de não ter sido clara e de ter escondido informações relevantes para os investimentos dos mesmos. Em causa está a alegada ocultação de um negócio envolvendo um semicondutor (peça colocada entre o condutor e o isolante).

A IBM terá representado de modo erróneo o valor do negócio que implicava a transferência do projeto para a GlobalFoundaries e o pagamento por parte da IBM para que não tivesse mais nenhuma responsabilidade para com o semicondutor em causa. Os executivos da empresa terão avaliado o semicondutor e tudo o que se relacionasse com ele em 2,4 mil milhões de dólares e apresentaram a entrega do mesmo à GlobalFoundaries por 1,5 mil milhões de dólares, valor aceitável para os acionistas.

O problema é que o real valor dos componentes extra do semicondutor não valem praticamente nada, aos olhos dos investidores e o negócio realizado entre a IBM e a outra empresa terá, por isso, influenciado negativamente o preço das ações, afetando os acionistas.

O processo decorrerá num tribunal em Manhattan e no banco dos réus estará representada não só a própria IBM enquanto empresa mas também a CEO, Ginni Rometty, o CFO, Martin Schroeter e o controller financeiro, James Kavanaugh.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor