Huawei nega fazer grandes compras

Negócios

A Huawei, um dos maiores fornecedores de infraestruturas de redes de telecomunicações do mundo, não planeia nenhuma grande compra porque seria incapaz de as integrar na empresa. Guo Ping, um dos três chairmen, afirmou que a empresa não seria capaz de comprar um dos “big players” da Europa, como a Nokia ou a Alcatel-Lucent. A

A Huawei, um dos maiores fornecedores de infraestruturas de redes de telecomunicações do mundo, não planeia nenhuma grande compra porque seria incapaz de as integrar na empresa.

HuaweiGuo Ping, um dos três chairmen, afirmou que a empresa não seria capaz de comprar um dos “big players” da Europa, como a Nokia ou a Alcatel-Lucent.

A Huawei, que é, também, um dos maiores fabricantes de produtos móveis, retirou a hipótese de comprar outra empresa de telemóveis. No entanto, Ping anunciou que está aberto à cooperação com outras empresas.

Guo Ping rejeitou as alegações do congresso norte-americano de que a tecnologia da Huawei fosse usada para espiar os seus utilizadores e negou as acusações da comissão europeia de que “largava” produtos no mercado a preços artificialmente baixos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor