Huawei aposta na proximidade ao consumidor

Negócios

A Huawei abriu ontem oficialmente a sua primeira loja e centro de apoio ao cliente na Avenida António Augusto Aguiar, em Lisboa. Adotando uma política de maior proximidade com o utilizador, o Service Experience Centre (SEC) terá também uma delegação no Porto, na Avenida dos Aliados, que inaugura na próxima semana.

Os centros oferecem apoio técnico no local, garantindo a reparação do equipamento numa hora ou substituição do mesmo, e permitem agendar o atendimentos através do serviço telefónico da Huawei. Além disso, os SECs destinam-se também ao apoio profissional na atualização de software e à interligação de equipamentos, procurando ainda promover a experiência do utilizador através do teste de equipamentos e workshops de fotografia, onde se poderão conhecer melhor as potencialidades dos produtos e trocar experiências de utilização.

Assim, mais do que lojas de apoio ao cliente, os novos centros são verdadeiros pontos de encontro com a marca que ensinam como tirar pleno partido dos equipamentos e aprimoram a satisfação do cliente.

A Huawei anunciou também que no decorrer deste verão, uma vez que é no período de férias que ocorrem mais acidentes com dispositivos móveis, será fortalecido o serviço de levantamento de equipamento para arranjo, pensando no conforto do utilizador no seu período de descanso.  

“Na Huawei trabalhamos de forma constante para oferecer as melhores e mais inovadoras soluções tecnológicas. Focarmo-nos nos clientes, não só passa por levar ao mercado smartphones de grande qualidade, mas também por ser uma referência no serviço pós venda que oferecemos. Na Huawei queremos estar próximo dos nossos utilizadores desde o primeiro momento e este Service Experience Center é uma prova definita disso”, indicou Michael Mao, responsável pelo Consumer Business Group da Huawei em Portugal.

“Neste mundo super ligado, tendo os nossos utilizadores no centro de todas as inovações que realizamos, queremos trazer este serviço para responder de uma maneira ágil, próxima e eficaz às necessidades dos nossos clientes e fazer destes centros de Lisboa e do Porto verdadeiros pontos de referência”, acrescentou o executivo.

De acordo com a tecnológica, os Centros de Lisboa e do Porto na sua plena capacidade poderão realizar até 1000 reparações de equipamentos por mês e prestar consultoria e aconselhamento a cerca de 500 clientes. Os centros já integram uma equipa de 5 especialistas e está previsto empregarem até oito profissionais.

Com este conceito de maior proximidade ao utilizador, a Huawei aposta claramente numa maior ligação do consumidor à marca.