HP mostra últimas inovações na área empresarial

EmpresasNegócios

A CEO da HP, Meg Whitman, mostrou no HP Discover as últimas inovações da empresa na área empresarial e falou ainda sobre a sua nova estratégia de atuação. Foi perante uma plateia de mais de dez mil profissionais do setor das Tecnologias da Informação que a gestora começou por dizer que o mundo empresarial mudou,

A CEO da HP, Meg Whitman, mostrou no HP Discover as últimas inovações da empresa na área empresarial e falou ainda sobre a sua nova estratégia de atuação.

photo5Foi perante uma plateia de mais de dez mil profissionais do setor das Tecnologias da Informação que a gestora começou por dizer que o mundo empresarial mudou, estando agora mais complexo e mais rápido, desde o time to market até à resposta que as organizações dão aos clientes.

Relativamente às TI, Whitman disse que a tecnologia e os sistemas de informação têm de ser implementados mais rapidamente e as aplicações de negócio devem ser desenvolvidas mais agilmente, de modo a garantir uma utilização simples. “A HP é o parceiro ideal para ajudar as empresas a enfrentar esta transformação”, defendeu.

“Acreditem que a HP vai estar aqui por muito tempo. Não queremos viver do que fizemos no passado. Queremos ser vistos como uma empresa visionária que permite aos seus clientes navegarem mesmo perante a incerteza e as mudanças que estão a acontecer no mercado”, referiu a responsável, relembrando que as mudanças que se estão a operar nos negócios são impulsionadas por alterações ocorridas na indústria de TI.

“As empresas estão a enfrentar uma tempestade interna e isso vai obrigar os decisores e os chief information officer a construir um conjunto de novas competências para responder aos novos desafios”, acrescentou a CEO.

O servidor HP Moonshot é um dos equipamentos que a HP considera que vão marcar um ponto de viragem nos negócios. Trata-se de uma máquina baseada no processador ARM, permitindo reduzir o custo de produção e o consumo de energia.

Outra novidade apresentada no HP Discover foi a nova linha de produtos HP ConvergedSystem. Bill Veghte, vice president e general director do HP Enterprise Group, apresentou-os como a evolução natural da estratégia iniciada há cinco anos com a infraestrutura convergente. O responsável referiu que objetivo da empresa com esta oferta é reduzir os custos de integração.

Os HP ConvergedSystem for Virtualization vão permitir às empresas escalar os seus recursos de computação, disponibilizando soluções pré-configuradas em sistemas que suportam 50 a mil máquinas virtualizadas.

Outro tema discutido no evento foi a forma como o armazenamento é tratado nas organizações. Se se continuar a armazenar os dados como se tem vindo a fazer até agora, dentro de 20 anos o consumo de energia necessário nos centros de dados a nível mundial será responsável por 33 por cento do total de consumo energético.

“Não mudar implica colocar toda a informação em risco. O tempo das arquiteturas de storage legacy está a chegar ao fim, se pensarmos que nos próximos dez anos está previsto que a informação guardada cresça 50 vezes”, disse David Scott, senior vice president e general manager do HP Storage.

O responsável acrescentou que o custo médio de uma hora de downtime é de 250 mil euros por hora, segundo estimativas da Gartner. Como modo de solucionar esta situação, a HP desenvolveu uma nova geração de soluções de backup, denominada HP StorageOnce Backup. Estes sistemas permitem gerir o crescimento exponencial de dados.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor