HP ameaça liderança da Cisco

EmpresasNegóciosRedes

A HP quer aumentar a sua quota do mercado das redes. Em pleno processo de reestruturação, a tecnológica de Palo Alto procura destronar a Cisco.

Numa altura em que se prepara para separar os seus negócios de impressão e computadores dos de serviços corporativos, a Hewlett- Packard está de olhos postos na liderança do setor das redes, o que se tornou evidente quando adquiriu a Aruba Networks por 2,7 mil milhões de dólares em março deste ano.

A reconfiguração da HP assenta num software, desenvolvido graças à compra da Aruba, que permite que os utilizadores giram as suas redes através de uma só aplicação, ao invés de terem de recorrer a um conjunto de diversas ferramentas. Para além disso, a empresa vai fortalecer o seu ramo de vendas com novas e melhoradas equipas.

A diretora executiva Meg Whitman acredita que existe muito território para conquistar no mercado de networking.

A estratégia de reforço deste segmento principiou sob o comando de Mark Hurd, antecessor de Whitman e atual co-CEO da Oracle. Contudo, como diz a Bloomberg, ao longo de quatro anos, este negócio da HP cresceu menos de 10 por cento, eclipsado pela Cisco, que dispunha de ofertas mais robustas.

Em 2014, a Cisco detinha 49,7 por cento do mercado global de equipamentos de redes para o setor empresarial, ao passo que a HP ficava-se pelos 8,3 por cento e a Aruba pelos 1,7 por cento, de acordo com dados da consultora Gartner. Whitman tem procurado encurtar a distância da rival número um, e acredita que com a Aruba Networks, especializada no fabrico de equipamentos de redes sem fios, será bem-sucedida.

No último ano fiscal, as receitas do negócio de networking representaram apenas 2,3 por cento do total de receitas da HP, chegando aos 2,63 mil milhões de dólares. Comparativamente, as vendas da Cisco chegaram aos 24,1 mil milhões. Para preencher as lacunas, a HP pretende oferecer conjuntos de produtos interoperáveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor